Pesquisa
Actualidade

Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!

13:14 - 25-01-2021
 
Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!
Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!Acabou! Renault Twingo chega ao fim da linha!

A notícia foi avançada esta segunda-feira pela L’Automobile Magazine após entrevista a Luca De Meo. O Renault Twingo não terá mais descendentes, sendo a actual geração a última do citadino lançado em 1992.

A substituição já está definida e assenta no novo Renault 5, modelo que recupera um dos carros mais carismáticos da marca

Um olhar mais atento à apresentação virtual do Renaulution, o plano estratégico da Renault até 2025, já tinha levantado alguns rumores. 

Na intervenção do patrão do grupo francês, foram anunciados cerca 20 modelos para todos os segmentos, a serem lançados nos próximos quatro anos. 

Quem primou pela ausência foi o Renault Twingo, que agora foi confirmado pelo próprio Luca De Meo de que não deixará descendência. 

Proposto ainda na versão a gasolina SCe de 65 cv, a variante Z.E. surgiu como a possibilidade de ter um citadino eléctrico mais barato do que os seus concorrentes. 

Contudo, a revelação do protótipo do Renault 5 electrificado terá sido o canto de cisne para aquele modelo. 

A decisão é "estranha", numa altura em que as grandes cidades, cada vez mais complexas e a imporem restrições à circulação automóvel, tornaria o Twingo como uma opção ideal. 

Todavia, como explicou Luca De Meo à revista francesa, no contexto actual não é financeiramente viável construir apenas um mini-citadino. 

Esse "futuro" pertencerá ao novo Renault 5, numa estratégia da marca para democratizar o uso dos "eléctricos" com um preço a rondar os 20 mil euros para a entrada na gama. 

Não será para já que o Twingo irá desaparecer, já que o novo Renault 5 apenas deverá chegar em 2024 ao mercado. 

Significa isso que o mini-citadino terá ainda três anos de "vida"na estrada, mantendo-se como o modelo mais acessível da marca. 

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.