Pesquisa
Actualidade

Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'

18:02 - 14-01-2021
 
Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'
Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'Renault em revolução: conheça o plano Renaulution para liderar mercado automóvel 'eléctrico'

A Renault deu esta quinta-feira o tiro de partida para a reorientação estratégica do grupo automóvel, apontando ao aumento do volume de vendas e da criação de valor, e à sua afirmação como parceiro-chave na electrificação automóvel. 

Numa apresentação virtual devido às contingências impostas pela pandemia da Covid-19, Luca De Meo, o novo homem forte do grupo francês explicou como a Renaulution se divide em três fases. 

Reestruturação em três fases

A primeira fase, baptizada por Ressurreição, irá concentrar-se na recuperação da margem de lucro e na criação de liquidez financeira até 2023. 

Já a fase Renovação, que irá até 2025, visa, como o próprio nome indica, a regeneração e o enriquecimento das gamas automóveis que contribuem para o enriquecimento das marcas do grupo. 

Por fim, a fase Revolução, que se inicia em 2025, pretende tornar o grupo gaulês percursor na cadeia de valor, transformando o seu modelo económico nas áreas da tecnologia, energia e novas mobilidades. 

"A melhoria da eficácia irá alimentar a nossa futura gama de produtos, tornando-as mais tecnológicas, electrificadas e competitivas", explicou o presidente Luca De Meo.

A nova estratégia "irá alimentar a força das nossas marcas, cada uma com o seu território bem claro e diferenciado, e responsáveis pela sua rentabilidade e pela satisfação dos seus clientes". 

Decisivo nesta transformação, no entanto, será a transformação de um grupo automóvel que usa a tecnologia, num grupo tecnológico que trabalha com o automóvel. 

Objectivo? Conseguir que, "pelo menos, 20% das receitas até 2030 tenham origem nos serviços, nos dados e na comercialização de energia", sublinhou Luca De Meo. 

O grupo Renault conta lançar, até 2025, 24 modelos automóveis, sendo metade para os segmentos C e D, e dez deles 100% eléctricos.

A racionalização da produção também está no cerne da estratégia Renaulution, passando de seis para três plataformas, com 80% da produção a centrar-se em três arquitecturas do conglomerado Alliance, e a passagem de oito para quatro famílias de motopropulsores. 

Pretende-se igualmente que cada modelo chegue ao mercado em menos de três anos, com a produção a baixar dos 4 milhões de unidades produzidas em 2019, para 3,1 milhões até 2025. 

Líder dos "eléctricos" com marca Renault

A Renault irá assumir-se como a marca-chave do grupo automóvel para chegar à liderança do mercado electrificado, com metade dos modelos a lançar na Europa, nos próximos quatros anos a serem 100% eléctricos.

Um Electro-Pôle fabril, a construir muito provavelmente no norte de França, terá a maior capacidade de produção de veículos eléctricos do grupo em todo o globo.

O plano estratégico compreenderá ainda uma parceria relacionada com o hidrogénio para veículos com pilhas de combustível. 

Para além de ambicionar ter o mix de produtos mais "verdes" da Europa, será lançada uma ofensiva ao segmento C para fortalecer a posição da Renault no Velho Continente, e focar-se nos segmentos mais lucrativos dos mercados russo e latino-americanos. 

Dacia e Lada: novas sinergias

Entretanto, foi igualmente anunciado na apresentação da nova estratégia do grupo Renault a criação da nova unidade de negócio Dacia-Lada.

As sinergias que serão criadas ao nível da engenharia e da fabricação automóvel estão exemplificadas na utilização da plataforma CMF-B do grupo Alliance. 

As marcas romena e russa, que antes usavam quatro plataformas, passarão a usar apenas uma, com a consequente redução de 18 para 11 tipos de carroçaria. 

Os modelos baseados naquela plataforma poderão vir a ser equipados com motores híbridos ou de energias alternativas, seguindo as tendências e as regulamentações do mercado.

Até 2025, estão previstos sete novos modelos, sendo dois dirigidos ao segmento C, com ambas a focarem-se na eficiência energética, com ênfase nos sistemas híbridos de GPL e, no caso da Dacia, na tecnologia E-Tech já presente em vários modelos Renault.

Alpine: insígnia desportiva do grupo

Com a Fórmula 1 no centro do projecto, a Alpine irá juntar as divisões Renault Sport Cars e Renault Sport Racing numa nova entidade.

A insígnia, que se tornará 100% electrificada, irá apostar no desenvolvimento de uma nova geração de automóveis exclusivos e inovadores sob as plataformas CMF-B e CMF-EV, como é exemplo o desportivo eléctrico que está a desenvolver com a Lotus. 

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.