Pesquisa
Novos Modelos

CUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão dupla

18:31 - 18-02-2021
 
CUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão duplaCUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão duplaCUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão duplaCUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão duplaCUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão duplaCUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão duplaCUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão dupla
CUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão duplaCUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão duplaCUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão duplaCUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão duplaCUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão duplaCUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão duplaCUPRA Formentor híbrido 'plug-in' em versão dupla

Não será apenas uma mas antes duas potências distintas que irá ter o novo CUPRA Formentor e-Hybrid que já entrou nas linhas de montagem. 

Segundo modelo híbrido plug-in da marca espanhola, a seguir ao CUPRA León e-Hybrid, ambos os CUV de tracção dianteira partilham a mesma plataforma de propulsão. 

Contudo, estão calibrados com características distintas, embora disponham da mesma caixa automática DSG. 

Até 245 cv de potência 

A variante "normal" e-Hybrid é proposta com 204 cv de potência e 350 Nm de binário máximos. Para os adeptos da "força, o VZ e-Hybrid dá 245 cv e 400 Nm, sendo ambas as versões equipadas com o bloco a gasolina de 1.4 litros TSI de 150 cv. 

Ao propulsor térmico está associado um motor eléctrico de 85 kW (115 cv), com a energia a ser armazenada numa bateria de iões de lítio de 13 kWh. 

Com apenas 130 quilos de peso e ocupando um volume de 96 litros, demora menos de cinco horas a ser carregada numa tomada de 2,3 kW, descendo para 3h40 numa wallbox de 3,6 kW. 

A autonomia 100% eléctrica chega aos 59 quilómetros no e-Hybrid segundo o ciclo WLTP, baixando para 55 quilómetros no VZ e-Hybrid. 

Desempenho versus poupança 

As acelerações em estrada prometem, com o e-Hybrid a demorar 7,8 segundos a chegar aos 100 km/hora, com o VZ e-Hybrid a baixar esse tempo em oito décimas de segundo. 

A diferença na velocidade de ponta é quase residual, com o primeiro a chegar aos 205 km/hora, enquanto o mais potente atinge os 210 km/hora. 

Os consumos e emissões poluentes são também anunciadas como bastante reduzidas, com a variante de 204 cv a consumir 1,2 a 1,4 litros de gasolina por cada centena de quilómetros, e a de 245 cv a subir esses valores para 1,4 a 1,6 litros/100 km. 

As emissões de dióxido de carbono rondam as 23 a 26 g/km no e-Hybrid, e as 31 a 35 g/km no VZ e-Hybrid. 

Se a bateria tiver carga suficiente, é no modo eléctrico que ambos os Formentor híbridos plug-in arrancam por defeito. 

A passagem para Hybrid acontece quando são ultrapassados os 140 km/hora ou quando a energia eléctrica reservada baixa de um determinado nível. 

Este modo de condução pode ser desmultiplicado em Hybrid Auto e Hybrid Manual e, como a expressão inglesa indica no primeiro caso, é ele que gere de forma automática o grupo moto-propulsor para optimizar a carga da bateria. 

Para a segunda função, o condutor pode seleccionar manualmente três opções, com o Hold a assegurar a manutenção do nível de carga da bateria quando é accionado. 

A esse modo junta-se a opção para reservar uma determinada percentagem do estado da carga da bateria, podendo ainda seleccionar a função para carregá-la através do motor de combustão. 

Chassis com afinação específica 

Não há alterações de monta em ambas as versões e-Hybrid a nível estético exterior em relação ao CUPRA Formentor convencional. 

Há, no entanto, afinações específicas no chassis para responder às exigências impostas pelo sistema moto-propulsor híbrido plug-in, com ajustes segundo a alteração e distribuição de pesos. 

Integrado está o controlo dinâmico de chassis DCC ajustável pelo comando rotativo para ser ajustado às necessidades de condução, com a suspensão MacPherson à frente e a estrutura multibraços atrás a assegurar um rolamento que se quer equilibrado. 

Quanto às tecnologias a bordo destaca-se o Digital Cockpit, focado no desempenho da plataforma electrificada, do modo especificamente eléctrico, da autonomia disponível, e do modo de entrega de potência. 

O ponto central no habitáculo é assumido pelo ecrã táctil de 12 polegadas, garantindo todas as funcionalidades e conectividade a bordo Full Link, com uma reduzida presença de botões, e dispondo de Android Auto e CarPlay sem cabos. 

A subsidiária portuguesa da CUPRA ainda não anunciou a chegada das duas variantes híbridas plug-in ao mercado nacional nem os respectivos preços. 

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Top Casinos Portugal   22:40 - 19-02-2021
VOTAR
?Os melhores Bónus de Boas vindas ? Análises Casinos Online Legais em Portugal ? Bónus Sem Depósito www.topcasinosportugal.pt
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.