Pesquisa

Pesquisar Efemérides

Não foi encontrado efemérides para o dia selecionado
Efemérides
12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia
00:02 - 12-05-2017
 
12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia
12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia12 de Abril de 1957: Drama mata as Mille Miglia
As Mille Miglia foram uma prova tão fascinante como louca. "Quando falo das Mille Miglia, sinto-me comovido, porque nela estão longos pedaços da minha vida. Primeiro vivi-a como concorrente e depois como organizador da equipa a que pertencia – a Alfa Romeo; depois senti-a como construtor, admirando-a sempre e ao mesmo tempo admirando os seus campeões", escreveu Enzo Ferrari no editorial do livro "Ferrari alla Mille Miglia", de Giannino Marzotto, um piloto que somou sucessos nesta maratona, disputada em estrada aberta.

A 12 de Abril de 1957, o rebentamento de um pneu do Ferrari 335 Sport Scagliettei, de Alfonso de Portago/Giuseppe Morandi, na aproximação da vila de Guidizzolo, provocou a morte dos dois concorrentes e de nove espectadores, entre os quais cinco crianças.

Pode dizer-se que o piloto espanhol estava no lugar errado, no momento errado. O Ferrari 335 Sport foi desenvolvido para participar nas 24 Horas de Le Mans, nas Mille Miglia e em Sebring. Começou a temporada nos EUA, com Peter Collins e Maurice Trintignant a garantirem o 6º lugar nas 12 Horas de Sebring. Em Le Mans, Luigi Musso/Mike Hawthorn abandonaram ao fim de 5 horas quando lutavam pela vitória e deveria ser o italiano a alinhar nas Mille Miglia, mas foi substituído à última hora por De Portago, que encontrou a morte numa corrida onde o alemão Von Trips garantiu a vitória com um carro semelhante.

As Mille Miglia foram sempre uma loucura. Tudo começou a 4 de Dezembro de 1926 a realização da primeira edição das Mille Miglia (mil milhas), uma ideia do jovem conde Aymo Maggi e Franco Mazzoti, que surgiu como uma resposta da cidade de Brescia à deslocação do Gran Prix de Itália para a cidade de Roma.

Em conjunto com um grupo de entusiastas, delinearam uma corrida em estrada aberta, com um percurso Brescia-Roma-Brescia numa extensão de 1 000 milhas romanas, que equivalem a 1.418 km. A milha imperial romana, equivalente a mil passos a dois tempos, costumava ser marcada pelos "marcos miliários" que então definiam as distâncias.

A primeira edição teve início a 26 de Março de 1927 e os acidentes foram recorrentes. Em 1938, o ditador Benito Mussolini chegou a proibi-la, depois de um acidente com várias vítimas mortais, mas foi retomada no ano seguinte, só tendo sido interrompida durante a II Guerra Mundial.

Depois do conflito, a prova voltou a ser organizada, tendo sido disputada sem interrupção entre 1947 e 1957, quando o acidente na vila de Guidizzolo ditou o seu fim. Hoje em dia, as Mille Miglia são uma das mais famosas provas internacionais de carros antigos...
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.