Pesquisa
 Kimera EVO37: o regresso de uma lenda

O grupo B do Mundial de ralis desapareceu há quase 40 anos mas ninguém esqueceu as "bombas" que maravilharam milhares de adeptos do desporto automóvel. 

O Lancia 037 foi um dos mais belos super carros da categoria… e está agora de volta numa versão exclusiva que replica o modelo original

O Kimera EVO37 foi recriado pela Kimera Automobili segundo o movimento restomod, filosofia que consiste na recuperação de carros de outras épocas mas adaptados à actualidade. 

E a verdade é que o super desportivo transpira estilo, charme e carácter, aliado às mais recentes evoluções tecnológicas. 

O ponto de partida, como no carro original, é a célula central do chassis, onde se ancoram duas estruturas tubulares à frente e atrás. Esta solução garante maior rigidez torcional, permanecendo fiel à sua abordagem técnica. 

E, como no Lancia 037, o EVO37está equipado com um bloco turbo de 2.1 litros e quatro cilindros em linha, construído pela Italtecnica. 

O motor, no entanto, foi redesenhado sob o olhar atento de Claudio Lombardi, o responsável pelo desenvolvimento do propulsor original. Conta ainda com um turbo e um super compressor, numa solução já usada no Lancia Delta S4. 

O resultado? Uns selváticos 505 cv de potência e 550 Nm de binário, passados às rodas traseiras por uma transmissão manual. 

Também o padrão das rodas independentes, com molas helicoidais e amortecedores traseiros duplos, foi mantido. 

Em termos estéticos, o EVO37 mantém-se fiel às linhas do Lancia 037, desde a linha do tejadilho até à enorme asa traseira. 

Apenas os faróis e farolins redondos, com tecnologia LED, destoam do modelo original, sendo também ligeiramente maior nas suas dimensões. 

As principais alterações estão mesmo na construção da carroçaria, com os painéis a serem em fibra de carbono ao invés da fibra de vidro. 

Kevlar, titânio, aço e alumínio também entraram na construção, o que permitiu reduzir para cerca de 1.000 kg o peso total do super carro. 

O Kimera EVO37, como a sua designação observa, tem uma produção limitada a 37 unidades. Cada exemplar custa 480 mil euros e toda a produção já foi vendida, com as primeiras entregas a acontecerem em Setembro. 

E na calha está ainda a produção exclusiva de dez unidades equipada com o sistema Integrale de tracção às quatro rodas. 

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.