Pesquisa
Tome Nota
Poder comprar um carro como se tira um café
11:23 - 23-08-2019
 
Poder comprar um carro como se tira um caféPoder comprar um carro como se tira um caféPoder comprar um carro como se tira um caféPoder comprar um carro como se tira um caféPoder comprar um carro como se tira um caféPoder comprar um carro como se tira um café
Poder comprar um carro como se tira um caféPoder comprar um carro como se tira um caféPoder comprar um carro como se tira um caféPoder comprar um carro como se tira um caféPoder comprar um carro como se tira um caféPoder comprar um carro como se tira um café

Se lhe propusessem comprar um carro, numa máquina de venda automática, da mesma forma como se compra uma laranjada ou um café, o que faria?

Não sabemos se essa questão foi colocada aos consumidores britânicos, mas a Auto Trader avançou esta semana, em Londres, com esse projecto para sentir a adesão do público.

E nada melhor para aguçar o apetite do que ter, no interior da máquina de venda automática, um Renault Zoe, um dos modelos 100% eléctricos que está a marcar a tendência do mercado.

Seis engenheiros precisaram apenas de três meses para desenhar e construir o dispensador de carros que o leitor pode apreciar na fotogaleria deste artigo.

O sistema compreende o ponto de venda personalizado, o mecanismo de pagamento integrado, e as funções da abertura da porta da máquina e de dispensa da chave, para o comprador arrancar logo com o carro.

A instalação está concebida para aceitar compras até 23.220 euros, mas tem o inconveniente de travar o regateio do cliente junto do vendedor para baixar o preço do veículo ou incluir extras.

Não sabemos se esta será uma tendência de mercado a breve trecho mas, tendo em conta que uma das principais queixas no Reino Unido é não se poder comprar um carro ‘online’, admite-se um futuro risonho para esta proposta.

Um estudo publicado esta semana pela britânica CitNow adianta que um terço dos consumidores do Reino Unido está disposto a comprar uma viatura através da internet sem ter de ir ao concessionário da marca.

Este resultado pode ser explicado pela massificação das compras em linha, evidenciando a importância de recursos digitais evoluídos, como imagens e vídeos de alta qualidade.

O resultado deste inquérito vai também ao encontro de um estudo realizado recentemente pela Google.

A multinacional norte-americana concluiu que 51% dos compradores de automóveis começam a sua pesquisa na internet, em comparação com os 17% registados há uma década.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram? https://www.instagram.com/aquelamaquina/


Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.