Pesquisa
Tome Nota
Honda E pronto para entrar em produção
14:28 - 04-09-2019
 
Honda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produção
Honda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produçãoHonda E pronto para entrar em produção

É um dos passos mais importantes da Honda para que a sua oferta automóvel para o mercado europeu seja 100% eléctrica em 2025. O construtor japonês revelou esta quarta-feira as imagens do Honda E definitivo que irá entrar em 2020 na linha de produção.

O Honda E irá comportar duas motorizações 100% eléctricas: a primeira, de 100 kW, correspondente a uma potência de 136 cv, e a segunda, de 113 kW, a que correspondem 153 cv.

Com um binário de 315 Nm para ambos os propulsores, a versão mais potente consegue chegar dos 0 aos 100 km/hora em cerca de oito segundos.

A equipar este modelo está uma bateria de 35,5 kWh, avançada pela marca como uma das mais compactas da sua classe, capaz de assegurar 220 quilómetros de autonomia com uma única carga. Uma carga rápida até 80% da sua capacidade é realizada em meia hora.

Estética minimalista para millennials

No que às linhas estilísticas se refere, o Honda E não é muito diferente do protótipo revelado pela Honda. Com uma estética bem ao gosto de um público-alvo millennial, nascido no final da década de 80, adivinha-se um modelo capaz de dar uma experiência divertida (e desportiva) ao condutor no trânsito urbano.

O Honda E surge, assim, com um visual sofisticadamente futurista, replicado nas câmaras que substituem os espelhos retrovisores laterais e nos punhos das portas, reforçando o nível de segurança na condução.

O interior manteve-se fiel ao protótipo, ao integrar cinco visores a toda a largura do painel digital. Através do sistema de inteligência artificial do Honda Personal Assistant, o condutor pode "conversar" com o carro para aceder a uma larga variedade de serviços online.

Mesmo com o Honda E longe do olhar, o condutor continua a estar ligado ao veículo através da aplicação My Honda+. Através do telemóvel, poderá aceder a relatórios do estado do veículo, controlar a carga da bateria, e monitorizar a sua segurança e localização, para além de permitir a abertura e fecho das portas.

O Honda E pode já ser reservado nos mercados britânico, alemão, francês e norueguês, enquanto nos restantes países europeus o público poderá demonstrar o seu interesse no modelo nos portais nacionais da Honda.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
José Barreira   15:19 - 05-09-2019
VOTAR
Mal amanhado, parece um carro de brincar.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.