Pesquisa
Super Carros
Pininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti Chiron
17:54 - 05-03-2019
 
Pininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti Chiron
Pininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti ChironPininfarina Battista: eléctrico de 1.900 cv é mais potente que o Bugatti Chiron

A "Automibili Pininfarina" apresentou um super-desportivo eléctrico com o nome do fundador de uma das mais famosas empresas de design automóvel do mundo, fundada por Sergio Battista ("Pinin") Farina, um amigo próximo de Enzo Ferrari. As duas empresas seguiram caminhos diferentes, mas o apuro da forma continua a ser a imagem de marca da Pininfarina, que apostou forte nos veículos eléctricos de elevadas performances.

O Battista, apresentado em Genebra tem uma forma original. As pequenas dimensões da motorização eléctrica oferecem uma grande liberdade aos designers, que definiram uma zona central compacta e uma traseira prolongada, estilo "cauda longa", para potenciar a velocidade. Na zona traseira surgem duas asas que parecem flutuar.

Os detalhes e as linhas suaves mostram o cuidado colocado ao nível aerodinâmico de uma carroçaria realizada com painéis em fibra de carbono. Quatro motores eléctricos, um por roda, são alimentados por um pacote de baterias Rimac com 120 kWh, colocado na plataforma para baixar o centro de gravidade. A Pininfarina anuncia uma potência de 1.900 cv e 2.300 Nm de binário. Declara apenas 350 km/h de velocidade máxima, mas reivindica menos de dois segundos para passar de 0 a 100 km/h e 12 segundos para chegar aos 300 km/h. A autonomia é de 450 km.

O habitáculo tem uma imagem desportiva, marcada por um volante em fibra de carbono e dois ecrãs: o da esquerda virado para as performances e o da direita dedicado no info-entretenimento. O requintado bom gosto do interior é ainda marcado pelos estofos em couro, com a particularidade de a cor dos dois bancos ser distinta.

A Pininfarina pretende produzir 150 unidades deste coupé, cuja produção vai começar no próximo ano. As vendas devem centrar-se na América do Norte, Ásia e Médio Oriente.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.