Pesquisa
Super Carros

Lotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cv

13:56 - 31-10-2022
 
Lotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cv
Lotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cvLotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cv
Lotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cv
Lotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cv

Há sete meses, a Lotus surpreendeu o mundo automóvel com uma nova proposta que rompeu com os cânones da marca.

Lotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cv

Nada mais, nada menos do que um super SUV eléctrico, tendo como alvos o Porsche Cayenne, o Lamborghini Urus ou mesmo o Ferrari Purosangue.

Se a autonomia era já conhecida, a rondar os 600 quilómetros, só agora é que a insígnia britânica pormenorizou as capacidades do sistema motriz.

E está ainda equipada com uma "bateria" de sensores apoiados em vários LiDAR para sustentar os sistemas de segurança e ajuda à condução.

Visual imponente

É uma entrada de rompante da Lotus no mundo electrificado, ela que já tinha na carteira o milionário Evija: o Eletre propõe mais de 600 cv na versão menos potente, e uma autonomia até 600 quilómetros.

As cotas do SUV já eram conhecidas, ao cifrarem-se nos 5,10 metros de comprimento por 1,64 de altura e 2,14 de largura.

Os 3,02 metros de distância entre eixos asseguram largueza mais do que suficiente para configurar cinco lugares ou quatros independentes.

A bagageira tem 688 litros de capacidade mas, com os bancos traseiros rebatidos, chega aos 1.532 litros.

Construído sobre um chassis em aço e alumínio, os elementos a preto da carroçaria são em fibra de carbono e os painéis em alumínio.

O capô, os painéis laterais e a parte traseira foram desenhados de forma a direccionar o fluxo de ar e a optimizar a força descendente. Essa ideia está bem reflectida nos dois pequenos deflectores laterais no topo do tejadilho.

Lotus Eletre: um super SUV a electrões com 918 cv

As formas imponentes do SUV coupé, reforçadas pelas jantes em liga leve de 23 polegadas, não escondem como é esguio e aerodinâmico.

Interior minimalista

O espírito desportivo do Lotus Eletre está relativamente distante do que se pode encontrar no habitáculo.

Refinado mas muito minimalista, à conta dos materiais reciclados com acabamentos em fibra de carbono, de fora fica tudo o que é visto com supérfluo.

Os bancos, as portas e o tabliê são envolvidos por uma mistura de pele e tecido sintéticos, e o volante octogonal tem apenas dois pequenos botões de controlo.

O condutor tem atrás do volante um painel de instrumentos muito delgado, tendo ao centro um ecrã táctil de infoentretenimento de 15,1 polegadas.

Soma-se ainda um visor head-up com realidade aumentada no pára-brisas, enquanto o acompanhante tem direito a um pequeno ecrã multimédia.

Atrás, os passageiros têm ao dispor um ecrã táctil de nove polegadas, e uma placa para carregar os telemóveis por indução.

Todas essas interfaces são coordenadas pelo sistema operacional Hyper, que a Lotus estreia neste modelo.

Uma faixa luminosa percorre horizontalmente todo o tabliê, com a luminosidade a ser alterada para alertar que a carga da bateria está a esgotar-se.

Informa ainda sobre mudanças na temperatura do ar condicionado ou se está a receber uma chamada telefónica.

Quatro LiDAR estão distribuídos pelo SUV coupé, com o primeiro a estar no pára-brisas e outros dois nas cavas das rodas dianteiras.

Sobre o tejadilho está montado um quarto LiDAR retráctil para uma visão clara da retaguarda.

A Lotus, no entanto, não anuncia novos recursos nos sistemas de segurança e apoio à condução proporcionados pelos quatro sensores.

Indica apenas que o Eletre tem os equipamentos necessários para os sistemas que irão ser desenvolvidos num futuro próximo.

Até 600 km com uma carga

O Lotus Eletre é montado sobre a plataforma modular Electric Premium Architecture, em que previsivelmente será construído o SUV eléctrico da Alpine.

Proposto em três variantes, mas sempre com dois motores eléctricos a darem tracção integral, utiliza uma arquitectura de 800 volt.

O Eletre base e o Eletre S oferecem uma potência de 450 kW (612 cv) e um binário de 710 Nm máximos.

Os zero aos 100 km/hora cumprem-se em 4,5 segundos para uma velocidade máxima de 258 km/hora.

A bateria de 112 kWh, capaz de ser carregada até 350 kW em corrente contínua ou até 22 kW em corrente alternada, dá uma autonomia até 600 quilómetros.

O Eletre R, que se assume como o topo de gama do SUV coupé, vê a potência disparar até aos 675 kW (918 cv) e o binário a bater nos 985 Nm.

Bastam-lhe 2,95 segundos para atingir os 100 km/hora, com a velocidade máxima a subir ligeiramente até aos 265 km/hora.

Claro que a autonomia sofre com tais números de desempenho, com a bateria de 112 kWh a oferecer apenas 490 quilómetros.

Felizmente, a marca indica que apenas será preciso esperar 20 minutos para carregá-la de dez a 80%... desde que seja a 350 kW!

Esta variante possui cinco modos de condução: os mesmos Range, Tour, Sport e Off-Road das outras duas versões, a que se soma o exclusivo Track.

Um chassis mais desportivo com menor distância ao solo, suspensão pneumática activa e vectorização de binário são de série nesta proposta.

Somam-se ainda o eixo traseiro direccional, capô desportivo, grelha frontal activa e faróis de matriz LED, assim como um pacote distinto em fibra de carbono.

Já o Eletre S também soma, em reacção ao modelo de entrada na gama, um spoiler traseiro activo e iluminação ambiente interna.

Acima dos 100 mil euros

A entrada em produção do Lotus Eletre acontece no final deste ano, com as primeiras entregas a acontecerem no primeiro semestre de 2023.

Não há ainda preços para o nosso país mas, na Alemanha, a versão de entrada na gama arranca nos 96 mil euros.

O Eletre S é proposto a partir de 121 mil euros enquanto o topo de gama Eletre R arranca nos 151 mil euros.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
João Basto   18:59 - 01-11-2022
VOTAR
Mudando de Assunto: Estás farto de ver os mesmos sites de adultos e queres algo diferente?
Visita as listas no meu site e descobre algo novo de Cams, Jogos de Adultos, Sites, Encontros, e mais. Visita ultimatepornlist
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.