Pesquisa
Segurança
É possível “hackear” um Tesla Model S e controlá-lo com um comando de XBOX
20:28 - 03-04-2019
 
É possível “hackear” um Tesla Model S e controlá-lo com um comando de XBOX

A Tencent Keen Security Lab, que em 2016 conseguiu "hackear" remotamente um Tesla Model S, voltou a surpreender ao mostrar as vulnerabilidades do sistema deste automóvel eléctrico.

Esta empresa chinesa não só mostrou as vulnerabilidades do sistema Autopilot ao usar uns adesivos na estrada, como ainda entrou no sistema deste Model S e passou a controlá-lo com o comando de uma consola Xbox.

A primeira demonstração desta equipa de investigadores provou que o sistema de+ reconhecimento automático dos limpa pára-brisas pode ser activado através de uma imagem produzida num ecrã, mesmo que o carro esteja no interior, sem água por perto.

A segunda, bastante mais grave, consistiu na colocação de uma série de adesivos redondos no asfalto que fez com que o sistema Autopilot olhasse para eles como uma faixa de estrada, movendo automaticamente o Tesla Model S para a faixa do lado.

A terceira e última experiência desta equipa de investigadores da Tencent consistiu na ligação de um comando de uma consola Xbox ao sistema do carro, permitindo que a direcção passasse a ser controlada com este dispositivo.

É possível “hackear” um Tesla Model S e controlá-lo com um comando de XBOX

A Tesla já reagiu a este vídeo (ver acima) e admitiu numa ter visto um cliente seu afectado por nenhum destes problemas. "Nesta demonstração, os investigadores ajustaram o ambiente físico ao redor do veículo para fazer o carro comportar-se de maneira diferente quando o Autopilot está em uso. Isso não é um problema no mundo real, já que o condutor pode facilmente substituir o Autopilot a qualquer momento e deve estar preparado para fazê-lo em qualquer altura", pode ler-se.

Quanto à questão do controlador de videojogo, a Tesla garante que esta "vulnerabilidade foi corrigida através de uma actualização de segurança em 2017, seguida de outra actualização de segurança integral em 2018, ambas publicadas antes de este grupo nos dar conta desta investigação".

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.