Pesquisa
Actualidade
Este Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhões
16:58 - 17-01-2018
  93
Este Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesBattista "Pinin" FarinaBattista "Pinin" Farina e Enzo Ferrari
Este Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesEste Ferrari 275 GTB Speciale foi de Battista Pininfarina e vale 8 milhõesBattista "Pinin" FarinaBattista "Pinin" Farina e Enzo Ferrari

Gostos não se discutem e é difícil agradar a todos. Mas mesmo com isto em mente arriscamos dizer que o Ferrari acima é um dos automóveis mais bonitos de sempre. À primeira vista parece um dos cerca de 1000 exemplares produzidos do 275 GTB, mas é muito mais do que isso.

Na verdade trata-se efectivamente de um Ferrari 275 GTB, mas a versão "Speciale". E é precisamente isso que o torna… especial! É que este é um exemplar único desenhado e construído pela Pininfarina para o seu fundador, Battista "Pinin" Farina.

A relação entre esta carroçadora – que desde 2015 pertence aos indianos da Mahindra – e a Ferrari remonta aos anos 50, depois de Battista "Pinin" Farina e Enzo Ferrari se terem reunido num restaurante em Tortona, uma cidade entre Turim e Modena e que ambos consideravam "território neutro", já que ninguém queria reunir nas sedes um do outro, algo que consideravam um sinal de… fraqueza!

Esta reunião acabaria por ser o início de uma ligação que se prolongou até aos dias de hoje, sendo que a partir dos anos 70 quase todos os modelos que deixaram Maranello eram assinados por este estúdio de design.

Esta ligação durou até ao início do ano passado, quando o modelo F12berlinetta – o último do catálogo da Ferrari com assinatura Pininfarina – foi substituído pelo 812 Superfast. A partir desse momento todos os modelos que a fabricante italiana disponibiliza já foram desenhados "dentro de casa" pelo "Centro Stile Ferrari", o departamento de design da marca do Cavallino Rampante.

Ainda assim, é inegável que a Pininfarina fará sempre parte da história da Ferrari e a prova disso são modelos como o que aqui lhe trazemos. E voltando a ele, que afinal é o motivo pelo qual recuperámos o início de uma das relações mais importantes da história automóvel, importa esclarecer os motivos pelo qual este modelo é tão especial.

O 275 GTB, à imagem de muitos Ferrari daquela época, foi desenhado no estúdio da Pininfarina e a carroçaria construída pela Scaglietti, ambos na província italiana de "Emilia Romagna". Porém, com este 275 GTB Speciale as coisas foram diferentes. A Pininfarina recebeu dois chassis do 275 da Ferrari, um deles foi usado para construir um protótipo e o outro para construir um veículo pessoal para Battista "Pinin" Farina. Acabaria por ser exibido no Salão Automóvel de Frankfurt de 1965 e apostamos que não terá deixado ninguém indiferente, afinal foi a primeira vez que se viu um "ao vivo".

Pode ser considerado um dos últimos Ferrari tradicionais, até porque surgiu em contraciclo, já que a vizinha Lamborghini se preparava para apresentar o revolucionário Miura com motor em posição central. Mas se o enorme V12 de 3.3 litros deste 275 GTB não estivesse montado na dianteira não teria sido possível conseguir estas linhas fantásticas e que deixam todos os entusiastas automóveis a suspirar.

Agora, e à distância, reparamos que contava com alguns detalhes revolucionários e que o tempo acabou por provar que foram uma escolha certa e à frente para o seu tempo. O que salta mais à vista é o enorme difusor traseiro, um detalhe cada vez mais comum nos automóveis actuais mas em 1965 era uma solução bastante radical. As jantes eram de alumínio e o interior uma verdadeira obra de arte, com vários apontamentos cromados a contrastar com o couro castanho usado para forrar os bancos e os painéis das portas. Destaque ainda para os dois relógios Heuer montados logo abaixo da manete de mudanças.

Um ano depois, em 1966, e completado que estava o período em que serviu para promover o modelo de produção, este 275 GTB Speciale acabaria por ser vendido, sendo que quatro meses mais tarde surgia a notícia de que Battista Pininfarina tinha falecido aos 72 anos. Nas décadas seguintes acabaria por mudar de mãos várias vezes até que em 1993 chegou às mãos do actual dono, que o manteve bem guardado até agora, altura em que se prepara para ir a leilão.

A casa responsável pelo evento, a Gooding & Company, garante que este 275 GTB Speciale único será vendido por um valor entre os e os 6,5 e os 8 milhões de euros. Mas nestas coisas nunca se sabe e esta barreira pode ser facilmente ultrapassada… O leilão está marcado para o próximo fim-de-semana em Scottsdale, no Arizona (Estados Unidos).

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
José Barreira   17:54 - 17-01-2018
VOTAR
Também tive muitos destes modelos, em miniatura, fui até colecionador.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.