Pesquisa
Tome Nota

Bateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casa

16:36 - 23-11-2020
 
Bateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casaBateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casaBateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casaBateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casaBateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casaBateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casaBateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casa
Bateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casaBateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casaBateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casaBateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casaBateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casaBateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casaBateria de Tesla despistado deita fogo à cama de uma casa

Não é algo que seja muito comum mas o despiste de um Tesla Model S mostrou que o irracional pode acontecer. 

Uma das células da bateria que saltou do "eléctrico" destroçado no acidente entrou disparada pelo quarto de uma casa e deitou fogo à cama. 

O relato foi feito no Facebook,a 17 de Novembro, pelo departamento policial de Corvallis, cidade localizada a 140 quilómetros a sul de Portland. 

Sob a influência de marijuana, o condutor perdeu o controlo do Tesla Model S quando circulava a mais de 160 km/hora. 

O carro entrou em despiste e embateu em duas árvores até se imobilizar, quase cortado em dois, contra uma caixa telefónica. 

Com a força do embate, quebrou-se o invólucro da baterias, com as células a espalharem-se por todos os lados. 

Uma delas entrou pela janela do quarto de uma residência e aterrou em cima da cama, provocando um pequeno incêndio. 

Uma segunda célula entrou sem bater à porta e foi aterrar no colo do dono de outra casa. 

O fragmento de um dos pneus do "eléctrico" destruiu a casa de banho de um apartamento no primeiro andar, provocando uma inundação após a ruptura da canalização. 

A polícia explica que recolheu a maior parte das células da bateria, mas alertou os residentes para estarem atentos se encontrarem alguma dada como perdida devido ao seu elevado grau de toxicidade.

Entretanto, o condutor salvou-se do acidente apenas com ferimentos ligeiros mas vai ser processado judicialmente por condução sob o efeito de estupefacientes.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.