Pesquisa
Actualidade

Jóia sobre rodas: Abarth Classiche 500 celebra 100 anos de Monza

14:24 - 18-11-2022
 
Jóia sobre rodas: Abarth Classiche 500 celebra 100 anos de MonzaJóia sobre rodas: Abarth Classiche 500 celebra 100 anos de MonzaJóia sobre rodas: Abarth Classiche 500 celebra 100 anos de MonzaJóia sobre rodas: Abarth Classiche 500 celebra 100 anos de MonzaJóia sobre rodas: Abarth Classiche 500 celebra 100 anos de MonzaJóia sobre rodas: Abarth Classiche 500 celebra 100 anos de Monza
Jóia sobre rodas: Abarth Classiche 500 celebra 100 anos de MonzaJóia sobre rodas: Abarth Classiche 500 celebra 100 anos de MonzaJóia sobre rodas: Abarth Classiche 500 celebra 100 anos de MonzaJóia sobre rodas: Abarth Classiche 500 celebra 100 anos de MonzaJóia sobre rodas: Abarth Classiche 500 celebra 100 anos de MonzaJóia sobre rodas: Abarth Classiche 500 celebra 100 anos de Monza

É o mais recente projecto saído da Stellantis Heritage: um Abarth Classiche 500 Record Monza ’58, estreado este fim-de-semana no salão Milano AutoClassica.

Esta recriação faz parte do projecto Reloaded by Creators desenvolvido por aquela divisão do grupo automóvel.

O exemplar único celebra o centenário do Autodromo di Monza, circuito onde os automóveis da Abarth bateram inúmeros recordes internacionais.

Entre os registos mais significativos destacam-se os seis recordes de velocidade e de resistência alcançados numa única semana em Fevereiro de 1958.

O feito foi conseguido a bordo do primeiro Fiat Nuova 500 desenvolvido pela marca do escorpião, sob a supervisão do próprio Carlo Abarth.

Viagem ao passado

Baseado num Fiat 500 de 1970 mas com tratamentos estéticos e mecânicos específicos, é uma viagem ao passado desportivo da marca italiana

A decoração exterior Monza '58 recorda o tom verde da versão original, que a Abarth concretizou em 2019 no mais recente Abarth 695 70.° Anniversario.

O Fiat Nuova 500 desenvolvido por Carlo Abarth para os recordes de 1958 serve de inspiração não só para a decoração exterior mas também nos interiores.

São usados o mesmo tecido e as costuras contrastantes da primeira série dos modelos 500 produzidos a partir de 1957, contraste  que também está presente nos painéis e nas laterais dos bancos de competição.

A acompanhar o volante em madeira e o painel Jaeger, característico dos modelos históricos da Abarth, está uma instrumentação totalmente abrangente; nem sequer falta o relógio daquela marca, com bateria para trabalhar oito dias sem parar.

Os pisos nus e o tejadilho aerodinâmico, que substitui a habitual tela macia, assim como os faróis suplementares, são claramente inspirados nas corridas.

O capô na traseira esconde o motor de dois cilindros do Fiat 500 mas elevado a 595 centímetros cúbicos através do Abarth Classiche 595 Tuning Kit.

Este pacote inspira-se na versão desenvolvida em 1963 pela insígnia italiana, sendo o motor o mesmo usado para testar os componentes do actual Tuning Kit.

Os distintivos e os símbolos, incluindo o exclusivo Record Monza, completam este exemplar único.

Estrelas desejáveis

A par do Abarth Classiche 500 Record Monza '58 está ainda a versão Record de 1958 do Fiat Nuova 500 devidamente restaurado.

Primeiro carro afinado pela marca desportiva, o citadino equipava um bloco de 0,5 litros com 13 cv.

Essa potência foi elevada aos 26 cv, para atingir uma velocidade máxima de 118 km/hora.

Mais atrás está o Abarth Classiche 1000 SP, o roadster criado em 2021, que faz uma reinterpretação contemporânea do 1000 Sport Prototipo de 1966.

Limitado a cinco exemplares, o desportivo equipa um motor de 1.7 litros capaz de gerar 240 cv de potência às 6.000 rpm.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.