Pesquisa
Multiplica taxa de alcoolémia por sete e quase provoca dois acidentes

Há condutas ao volante que são notícia, só por si, sem que seja necessário haver um acidente rodoviário, como esta que aconteceu nos arredores de Alicante, em Espanha.

As imagens divulgadas pela Guardia Nacional espanhola, filmadas por automobilista, mostram um Renault Mégane a circular na faixa da esquerda, indiferente às buzinadelas do carro que a segue.

Um carro em sentido contrário é obrigado a ir à berma para não chocar e, umas dezenas de metros mais à frente, outro tem de desviar-se para a faixa contrária para não chocar de frente.

O veículo infractor entra depois em sentido contrário numa rotunda para depois se imobilizar do outro lado da estrada.

Segundo a Guarda Civil, a condutora tinha superado em sete vezes a taxa de alcoolémia no sangue permitida no país vizinho, que é igual à do nosso país, embora sem revelar o valor.

Há, por isso, duas opções: 1,75 mg/litro no ar aspirado, já que o limite máximo é de 0,25, ou 3,5 mg/litro no sangue, quando a partir de 0,5 já está em infracção.

Com estes valores, que já são considerados crime, a condutora poderá enfrentar uma punição que pode variar entre 30 a 90 dias de trabalho comunitário, ou passar três a seis meses na prisão.

Já a carta de condução pode ser cassada por um período que poderá oscilar entre um a quatro anos.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram? https://www.instagram.com/aquelamaquina/

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.