Pesquisa
Mitsubishi ASX: ''irmão'' do Renault Captur chega em Março

Já se conhece a mais recente geração do Mitsubishi ASX, numa apresentação realizada virtualmente esta terça-feira.

O crossover é proposto com motorizações térmicas, híbridas plug-in e 100% híbridas, e chega em Março do próximo ano aos concessionários europeus.

Feito para a Europa

Desenvolvido especificamente para a Europa, o novo ASX tem por base a plataforma CMF-B desenvolvida pela aliança Renault-Nissan-Mitsubishi.

Talvez por isso a primeira ideia que se tem perante o novo modelo para o segmento B-SUV seja a semelhança notória com o Renault Captur.

A secção dianteira foi desenhada segundo o conceito Dynamic Shield, que já é uma imagem de marca nas propostas da Mitsubishi Motors.

Os faróis são ladeados pelas luzes diurnas em forma de gancho, com a grelha, embelezada com o logótipo ao centro, a dar uma imagem robusta e dinâmica.

A traseira é marcada pelos farolins LED com um formato característico, enquanto nas laterais se distingue a linha de ombros em plano elevado.

O tom desportivo é reforçado pelas jantes em liga leve de 17 ou 18" polegadas segundo a versão e o nível de acabamento.

O apelo visual é reforçado pelas seis cores que fazem parte da gama, que podem ser conjugadas com um tejadilho em preto nas variantes mais equipadas.

Interior pragmático

O habitáculo do ASX combina espaço e conforto, como explica a Mitsubishi, com a bagageira a chegar aos 332 litros.

Essa capacidade sobe para os 391 litros com o avanço do banco traseiro deslizante até à sua posição mais avançada.

A versão mais básica recebe um painel de instrumentos analógico de 4,2 polegadas, passando o ecrã a ser digital de sete polegadas no nível intermédio.

As versões mais evoluídas já contam com o ecrã personalizável Digital Driver, de dez polegadas, capaz de replicar instruções de navegação.

O sistema de infoentretenimento, com ligação sem fios a telemóveis com Apple CarPlay e Android Auto, integra um ecrã de sete ou 9,3 polegadas.

Comandado através do Smartphone Link Display Audio, o sistema Multi-Sense permite a personalização da resposta da direcção, assim como o controlo dinâmico do chassis e a rapidez da entrega de potência.

Através dele seleccionam-se os modos de condução Eco, Pure, Sport e My Sense, dependendo dos sistemas motrizes em causa.

O modo Eco dá prioridade à eficiência de consumos de gasolina, enquanto o Pure privilegia a condução totalmente eléctrica.

Segurança de série

Incluído de série está um conjunto completo de sistemas avançados de assistência ao condutor. Entre eles contam-se o sistema de mitigação de colisões frontais com protecção de peões, aviso de distância, alerta de saída de faixa, e manutenção na via.

Reconhecimento de sinais de trânsito, cruise control, sensores de estacionamento e câmara traseira, também fazem parte do equipamento de série.

Nas versões 100% híbridas e híbridas plug-in, com caixa automática e níveis de equipamento mais elevados, o ASX inclui o sistema Mi-Pilot. Nele é combinado o cruise control adaptativo com assistência à centragem na faixa de rodagem.

Diesel ausente

Em termos de motorizações, a entrada na gama faz-se com o bloco turbo MPI-T de 1.0 litros de 91 cv e 160 Nm, e caixa manual de seis velocidades.

A variante mild hybrid compreende o motor turbo DI-T de 1.3 litros com gerador de arranque por correia, e combinados com uma bateria de 12 volt.

Esta solução motriz de 140 cv e 260 Nm é proposta com caixa manual de seis velocidades.

Já a potência e o binário da versão equipada com transmissão automática 7DCT de dupla embraiagem e sete relações chega aos 158 cv e 270 Nm.

Inédito é o ASX ser o primeiro modelo da Mitsubishi na Europa com um grupo propulsor 100% híbrido, associado a uma caixa de velocidades automática multimodo.

Nele está conjugado um motor a gasolina de 1.6 litros e dois propulsores eléctricos, com a potência e binário combinados a chegarem aos 143 cv e 148 Nm.

O topo de gama é constituído pela variante híbrida plug-in, com o mesmo bloco de 1.6 litros e dois motores eléctricos para uma potência de 159 e cv e um binário de 144 Nm.

A bateria de 10,5 kWh associada a esta solução motriz oferece uma autonomia em modo eléctrico até aos 49 quilómetros, que pode chegar aos 63 em condução urbana.

O Mitsubishi ASX chega aos concessionários nacionais no final do primeiro trimestre de 2023, ficando por saber os preços de cada variante.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.