Pesquisa
Cupra estreia Terramar e mostra UrbanRebel e Tavascan definitivos

A Cupra prossegue a toda a velocidade a electrificação da sua gama: dentro do plano Ambition 2025, irá lançar mais três novas propostas para o mercado.

E foi em Terramar, junto a Barcelona, que foi revelado aquele que será o seu próximo SUV electrificado, a replicar o nome do histórico circuito catalão.

Afinal foi ali que a Cupra nasceu com a ambição de reinventar a desportividade contemporânea, e desafiar o status quo vigente.

Essa estratégia foi explanada esta terça-feira com a apresentação oficial dos novos Terramar e UrbanRebel, e a versão definitiva do Tavascan.

"A médio prazo, é nosso objectivo entregar 500 mil carros por ano", sublinhou o director executivo da insígnia espanhola no evento Unstoppable Impulse.

Wayne Griffiths destacou ainda a vontade de "avançar com a nossa expansão internacional para novos mercados, bem como entrar em novos segmentos".

As previsões da Cupra apontam para um aumento exponencial das suas vendas nos próximos anos.

Se o ano passado foi fechado com 2.200 milhões de euros de facturação, em 2025 pretende-se que esse valor seja multiplicado para 15.000 milhões.

Em termos de vendas, é objectivo da marca chegar às 500 mil unidades entregues em 2025.

Terramar junta-se ao Formentor

Em 2024, chega ao mercado europeu o novíssimo Cupra Terramar, que irá complementar a oferta iniciada pelo Formentor.

Com 4,5 metros de comprimento, o SUV apresenta-se com uma estética ousada e proporções marcantes.

Embora o visual seja mais consensual do que o Formentor, o Terramar mostra uma evolução que reforça a robustez do conjunto.

A única imagem oficial do modelo mostra à frente as ópticas com três faróis triangulares e uma entrada de ar de dimensão generosa no pára-choques.

A produzir na fábrica húngara de Györ, onde já é montado o Audi A3 com quem partilha a plataforma, irá ocupar o espaço até agora detido pelo Cupra Ateca.

Será o último modelo da marca a ser equipado com motores a combustão aliados a sistemas motrizes electrificados.

Recorde-se que, até ao final desta década, é objectivo da fabricante que todas as suas propostas sejam totalmente elétricas.

E, embora não tenham sido adiantados muitos pormenores, será proposto nas variantes mild hybrid de 48 volt, sendo a versão plug-in designada e-Hybrid.

A Cupra promete, neste último caso, uma autonomia superior a 100 quilómetros em modo 100% elétrico, muito perto do que já é oferecido pelos rivais alemães.

UrbanRebel emotivo

A despertar emoções está o UrbanRebel de produção, que será construído sobre uma versão mais pequena da plataforma MEB do grupo Volkswagen.

O compacto urbano dirige-se a uma nova geração de condutores ambientalmente conscientes, e que procuram novas formas de mobilidade.

Posicionado um patamar abaixo do Cupra Born, é derivado do protótipo eléctrico revelado em Setembro, mas que só chegará em 2025 ao mercado.

O motor eléctrico de 166 kW (232 cv) de potência, a dar tração às rodas dianteiras, irá permitir cumprir em 6,9 segundos os zero aos 100 km/hora.

A capacidade da bateria não foi avançada mas os técnicos da Cupra asseguram uma autonomia em redor dos 440 quilómetros com uma única carga.

A Cupra elogia-o como um exemplo de sustentabilidade, ao integrar polímeros reciclados avançados e materiais de base biológica.

Em termos visuais, adopta os códigos estilísticos da marca, com linhas agressivamente elegantes ao longo dos seus 4,03 metros de comprimento.

Não será um carro estreito e alto, graças aos seus 1,98 metros de largura e 1,58 de altura, enquanto a distância entre eixos se situa nos 2,60 metros.

Muita personalidade

Em particular destaque estão as suas formas angulares, que lhe conferem uma grande personalidade e o diferenciam dos seus rivais mais directos.

Essa ideia é reflectida na descida abrupta do tejadilho, a dar-lhe um ar muito próximo de um coupé mas atenuado pela asa traseira superior.

Além disso, o pilar A pintado de preto promove um efeito visual que parece unir o pára-brisas às janelas laterais.

Visto de perfil, assinala-se a solução estética usada para ocultar o real tamanho das portas, principalmente as traseiras.

A carroçaria dispõe ainda de elementos para uma melhor funcionalidade ao nível da aerodinâmica e da refrigeração.

Outro ponto a assinalar é a pintura da carroçaria: dependendo da incidência da luz, os tons variam do roxo ao verde.

No interior, saltam de imediato à vista vários elementos "flutuantes" como a consola central, que dão ao UrbanRebel um toque minimalista.

Também a menor aplicação de materiais nos acabamentos dão ao habitáculo uma sensação geral de leveza na estética.

Com o condutor no centro da acção, tem o ecrã táctil multimédia e o painel de instrumentação nele focado, marcado por um design ergonómico genuíno.

Tavascan em 2024

Não poderia ficar de forma o Tavascan, primeiro SUV 100% eléctrico da Cupra que será lançado em 2024.

As suas linhas estão já perfeitamente definidas, depois de englobar alguns elementos estéticos "transferidos" do Tavascan Extreme E Concept de 2021.

À partida, manterá os dois motores eléctricos com 225 kW (306 cv) de potência a darem-lhe tracção integral, e a bateria de 77 kWh para uma autonomia até 450 quilómetros.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.