Pesquisa
Robô apanha beatas na praia e dá dinheiro a quem ajudar a encontrá-las

Um veículo robotizado autónomo para apanhar as milhares de beatas de cigarro que são deixadas nas praias ao fim do dia. 

O Beach Bot saiu das mentes de Martijn Lukaart e Edwin Bos, dois engenheiros holandeses que decidiram colocar as novas tecnologias ao serviço da protecção ambiental. 

O robô usa câmaras para identificar as beatas deixadas na areia e recolhe-as com uma espécie de ancinho.

Além do trabalho feito pelo Beach Bot em prol do meio ambiente, saiba que também pode ajudá-lo nessa tarefa… e ser pago por isso!

A Microsoft apreciou de tal maneira a iniciativa dos dois engenehris que decidiu apoiá-los através da Microsoft Trove. 

Com a ajuda daquela aplicação, qualquer pessoa pode enviar fotografias a ilustrar a sujidade nas praias e receber 25 cêntimos por cada retrato aceite. 

As imagens são depois analisadas para procurar as pontas dos cigarros, ajudando o Beach Bot a encontrá-las e recolhê-las no terreno. 

Na primeira demonstração, realizada em Setembro do ano passado, o robô com uma bateria com autonomia para uma hora conseguiu recolher uma dezena de beatas em 30 minutos. 

O próximo teste terá por companhia dois pequenos robôs a "baterem" o terreno, para facilitar a missão do Beach Bot. 

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.