Pesquisa
Rodin FZED custa 580 mil euros e faz de si um piloto de F1

A Rodin Cars, fabricante com sede na Nova Zelândia, prometeu um hiperdesportivo capaz de bater o Aston Martin Valkyrie, mas enquanto isso não acontece, apresentou um veículo homologado apenas para as pistas que promete ser tão rápido quanto um Fórmula 1 actual.

É uma afirmação ambiciosa mas que esta empresa neozelandesa faz questão de manter. Para isso recorreu à base do Lotus T125, um monolugar próximo de um F1 que a Hethel revelou em 2011 e vendeu a alguns clientes. A Rodin "apanhou" um e resolveu que esse seria o ponto de partida para uma versão própria e ainda mais rápida.

Denominado FZED, este monolugar da Rodin Cars conta com um motor V8 de 3.8 litros – fornecido pela Cosworth – que produz 675 cv de potência às 9600 rpm. A empresa neozelandesa vai mais longe e garante que este motor pode percorrer 3 mil milhas (4828 km) com gasolina de 98 octanas até precisar de ser reconstruído.

Ninguém tem dúvidas de que este motor vai dar conta do recado, mas se pensarmos que o FZED pesa apenas 610 quilos, graças ao uso intensivo de fibra de carbono, percebemos que é uma "máquina" verdadeiramente radical.

Para os restantes componentes, a Rodin recorreu a alguns dos nomes mais conhecidos da indústria. Os pneus, por exemplo, foram fornecidos pela Avon. Os amortecedores são da Ohlins, os travões carbo-cerâmicos da Brembo e a caixa de velocidades sequencial da Ricardo.

Cada exemplar terá um preço base de 650 mil dólares, o equivalente a 580 mil euros. A Rodin afirma que quer chegar aos clientes que "procuram uma experiência próxima da F1, sem os custos, a complexidade e o risco de ser o proprietário de um carro histórico de Grandes Prémios".

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.