Pesquisa
Tome Nota

Uber pagou a hackers que roubaram dados de 57 milhões de pessoas

13:11 - 22-11-2017
  1
Uber pagou a hackers que roubaram dados de 57 milhões de pessoasUber pagou a hackers que roubaram dados de 57 milhões de pessoasUber pagou a hackers que roubaram dados de 57 milhões de pessoasUber pagou a hackers que roubaram dados de 57 milhões de pessoas
Uber pagou a hackers que roubaram dados de 57 milhões de pessoasUber pagou a hackers que roubaram dados de 57 milhões de pessoasUber pagou a hackers que roubaram dados de 57 milhões de pessoasUber pagou a hackers que roubaram dados de 57 milhões de pessoas
Um grupo de "hackers" roubou dados de 57 milhões de clientes e condutores da Uber, uma enorme falha e segurança que a plataforma digital com sede em Silicon Valley encobriu durante mais de um ano.

Só esta terça-feira, num comunicado assinado pelo presidente executivo, Dara Khosrowshahi, a Uber confirmou o ataque informático e adiantou que não só forma roubados nomes de clientes como endereços de email e números de telemóvel.

Segundo a Automotive News, a Uber terá mesmo pago cerca de 85 mil euros aos referidos piratas informáticos para que estes apagassem os dados roubados e deixassem este "caso" morrer.

"Nada disto devia ter acontecido, e não vou dar desculpas para isto", afirmou Dara Khosrowshahi, que assumiu a posição de CEO da Uber no passado mês de Setembro. "Estamos a mudar a forma como fazemos negócios", concluiu.

De acordo com a Blomberg, a Uber despediu o responsável pelo departamento de segurança, Joe Sulivan, no final do ano passado pelo papel que teve no encobrimento de toda a situação.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.