Pesquisa
Tome Nota
Trump quer mais carros “made in America”
17:16 - 24-01-2017
 
Trump quer mais carros “made in America”Trump quer mais carros “made in America”Trump quer mais carros “made in America”Trump quer mais carros “made in America”Trump quer mais carros “made in America”Trump quer mais carros “made in America”Trump quer mais carros “made in America”
Trump quer mais carros “made in America”Trump quer mais carros “made in America”Trump quer mais carros “made in America”Trump quer mais carros “made in America”Trump quer mais carros “made in America”Trump quer mais carros “made in America”Trump quer mais carros “made in America”
O presidente dos EUA, Donald Trump, reuniu hoje com os patrões das três maiores construtoras automóveis do país – Mary Barra da General Motors, Mark Fields da Ford Motor e Sergio Marchionne da Fiat Chrysler Automobiles. A última vez que estes três CEOs estiveram juntos foi em 2011 com Barack Obama. O tema da reunião foi diferente: aumentar a eficiência dos combustíveis e diminuir os níveis de poluição.

Agora o cenário é outro. Os objectivos mudaram e o mais importante para Trump é juntar a indústria automóvel ao slogan de campanha e fazê-la "grande outra vez". Depois de na passada segunda-feira ter prometido aos empresários suprimir 75% da regulamentação e baixar impostos, a promessa estendeu-se agora aos construtores automóveis que vão ver-se beneficiados por garantirem o seu investimento em terras de Trump.

Os três CEOs foram aconselhados a aumentar as fábricas que já possuem na América assim como criar novas unidades. Tudo para aumentar a produção de carros americanos e combater a concorrência estrangeira que ainda espera um aumento de 35% em impostos. Ao longo da sua campanha Trump afirmou ser um presidente que iria gerar mais emprego e parece não olhar a meios para o conseguir. Uma das medidas será, através de ameaças com elevadas taxas de importação, desviar todo o investimento no México que tem retirado milhares de empregos aos americanos.

"Estamos com um enorme incentivo para criar novas fábricas automóveis e outras fábricas. Muitas outras fábricas. Está a acontecer", garantiu Donald Trump aos jornalistas. Após a reunião o presidente americano revelou estar ainda a "ouvir ideias e a decidir como conseguir cooperar para recuperar empregos nesta indústria em particular".

As três empresas representadas anunciaram novos empregos e maior investimento nos EUA, embora continuem os seus planos de estarem também representados no México, mas em produção de carros menores. A Ford cortou recentemente um investimento que tinha planeado no México de 1.6 milhões de dólares para apostar numa fábrica no Michigan, nos EUA.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.