Pesquisa
Tome Nota

Seat quer reduzir pegada ecológica para metade

13:09 - 06-06-2017
 
Seat quer reduzir pegada ecológica para metadeSeat quer reduzir pegada ecológica para metadeSeat quer reduzir pegada ecológica para metadeSeat quer reduzir pegada ecológica para metade
Seat quer reduzir pegada ecológica para metadeSeat quer reduzir pegada ecológica para metadeSeat quer reduzir pegada ecológica para metadeSeat quer reduzir pegada ecológica para metade
Seat quer reduzir pegada ecológica para metade

A Seat pretende reduzir para metade a sua pegada ecológica até 2025, face a 2010. De facto, até final de 2016, a marca espanhola conseguiu melhorar os seus cinco principais indicadores ambientais - consumo de energia e de água, produção de resíduos, compostos orgânicos voláteis e CO2 - em 33,6%. Este valor significa que a empresa conseguiu cumprir o desafio de melhorar o impacto ambiental em 25% até 2018, dois anos antes do previsto.

A melhoria destes indicadores enquadra-se no plano Ecomotive Factory, a estratégia ambiental da Seat no âmbito da produção de veículos. O plano prevê uma série de medidas e de projectos para maximizar os recursos e diminuir as emissões em todos os processos produtivos da empresa.

Graças à implantação deste plano, que arrancou em 2011, a Seat conseguiu diminuir as emissões de CO2 em 66,2%, adoptando medidas como a recuperação de calor durante os processos, a eficiência no controlo de climatização e o isolamento térmico, utilização de calor externo com origem na biomassa ou a compra de energia verde, entre outros.

Seat quer reduzir pegada ecológica para metade

Além de tudo isto, a empresa produziu menos resíduos e compostos orgânicos voláteis, em concreto com uma redução de 41,4% e 16,2%, respectivamente, graças à separação selectiva de embalagens e à substituição de determinados solventes e ceras utilizados nos processos de produção. O consumo de energia foi reduzido em 21,7%, e o da água em 22,5%, através de medidas como a da redução de temperatura em alguns processos de fabrico, ou a instalação de um novo filtro nos testes de chuva que comprovam a estanquicidade dos veículos.

O vice-presidente de produção Seat, Andreas Tostmann, destacou a aposta da empresa em reduzir o seu impacto ambiental optimizando os recursos, o que obrigou a um aumento no investimento e nos projectos de sustentabilidade. "Em 2016 investimos cerca de 23 milhões de euros na melhoria do nosso desempenho ambiental. Podermos garantir já hoje que alcançámos o objectivo que tínhamos delineado apenas para 2018, e estabelecermos um ambicioso objectivo para 2025, deixa-nos muito contentes", afirmou.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.