Pesquisa
Tome Nota
Ruper Stadler, CEO da Audi, viu recurso negado e continua na prisão
18:44 - 14-08-2018
 
Ruper Stadler, CEO da Audi, viu recurso negado e continua na prisão

Ruper Stadler, CEO da Audi que foi detido em Junho por suspeita de ter obstruído as investigações do Dieselgate, viu o recurso negado e vai continuar detido numa prisão na região de Augsburg, na Alemanha.

Stadler, que entretanto foi substituído por Bram Schot, viu o tribunal acusá-lo de que sabia da existência de software de manipulação das emissões nos seus veículos, ainda que a marca dos quatro anéis afirme que o seu responsável máximo não sabia de nada.

Além de Ruper Stadler também Oliver Schmidt, antigo executivo da Volkswagen, foi detido. Schmidt enfrenta uma pena de sete anos de prisão por ter sido considerado pelo tribunal como o "conspirador principal" no caso que ficou conhecido como "Dieselgate".

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.