Pesquisa
Tome Nota

Rumo à electrificação: Mate Rimac define futuro da Bugatti

09:56 - 28-02-2022
 
Rumo à electrificação: Mate Rimac define futuro da Bugatti Rumo à electrificação: Mate Rimac define futuro da Bugatti Rumo à electrificação: Mate Rimac define futuro da Bugatti Rumo à electrificação: Mate Rimac define futuro da Bugatti Rumo à electrificação: Mate Rimac define futuro da Bugatti Rumo à electrificação: Mate Rimac define futuro da Bugatti
Rumo à electrificação: Mate Rimac define futuro da Bugatti Rumo à electrificação: Mate Rimac define futuro da Bugatti Rumo à electrificação: Mate Rimac define futuro da Bugatti Rumo à electrificação: Mate Rimac define futuro da Bugatti Rumo à electrificação: Mate Rimac define futuro da Bugatti Rumo à electrificação: Mate Rimac define futuro da Bugatti

Mate Rimac tem planos ambiciosos para a nova construtora de hiper carros saída da fusão entre a sua empresa e a Bugatti há cerca de oito meses. 

Em entrevista à Automotive News Europe, o homem forte da nova empresa explicou que o não quer mesmo fazer é "colar" um logótipo da Bugatti ao novo Rimac Nevera. 

E explica ainda que a insígnia de Molsheim simplesmente já não se encaixava na estratégia do grupo Volkswagen face à evolução da indústria automóvel. 

"A rentabilidade não era realmente o problema mas antes o que viria a seguir?", adiantou Mate Rimac. "Na Bugatti, tudo se baseia no bloco W16, que já tem quase duas décadas de vida. É um motor incrível que criou o negócio dos hiper carros". 

E, embora se assuma como um homem dedicado aos "eléctricos", sublinhou que a construtora francesa deve manter os motores de combustão a médio prazo. 

Todavia, Rimac destacou que o próximo propulsor a equipar um Bugatti será "fortemente electrificado". E essa atitude irá manter-se e harmonizar-se com a maneira como o Nevera é construído. 

"Tudo nele é feito a partir do zero; não há uma peça que possa ser encontrado noutro carro. Faremos o mesmo em futuro Bugattis, com a criação de produtos realmente excepcionais e incomparáveis" com o que existe actualmente no mercado. 

Abordado foi igualmente o centro de investigação e desenvolvimento que a Rimac está a construir nos arredores de Zagreb, na Croácia, e a oportunidade em influenciar os jovens para o mundo dos hiper carros. 

Essa é uma das principais razões porque o "laboratório" não está rodeado por um muro a escondê-lo dos olhares dos curiosos. 

"Há duas décadas atrás, se perguntasse a um engenheiro qual o emprego dos seus sonhos, talvez ele dissesse que seria a BMW ou a Mercedes; hoje, não tenho essa certeza", disse Mate Rimac. 

"Por isso, porque precisamos de muros? Temos crianças a pedalarem nas suas bicicletas" em redor da fábrica a ver o que se está a fazer. "Sentir-me-ia muito mal se tivéssemos de excluí-los", concluiu o presidente da empresa. 

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
comentário mais votado
inviiktus ?   18:54 - 24-10-2020
Não há problema, o papá compra outro...
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.