Pesquisa
Tome Nota

Renault Fuego do ditador romeno Ceausescu à venda por 500 euros

16:11 - 13-05-2022
 
Renault Fuego do ditador romeno Ceausescu à venda por 500 eurosRenault Fuego do ditador romeno Ceausescu à venda por 500 eurosRenault Fuego do ditador romeno Ceausescu à venda por 500 eurosRenault Fuego do ditador romeno Ceausescu à venda por 500 eurosRenault Fuego do ditador romeno Ceausescu à venda por 500 eurosRenault Fuego do ditador romeno Ceausescu à venda por 500 euros
Renault Fuego do ditador romeno Ceausescu à venda por 500 eurosRenault Fuego do ditador romeno Ceausescu à venda por 500 eurosRenault Fuego do ditador romeno Ceausescu à venda por 500 eurosRenault Fuego do ditador romeno Ceausescu à venda por 500 eurosRenault Fuego do ditador romeno Ceausescu à venda por 500 eurosRenault Fuego do ditador romeno Ceausescu à venda por 500 euros

De quando em vez, surgem automóveis perfeitamente vulgares nas leiloeiras que se distinguem, mal ou bem, pelo nome dos seus proprietários.

É o caso deste Renault Fuego GTS, guiado pela filha de Nicolae Ceausescu quando este conduzia os destinos da Roménia entre 1967 e 1989 com mão de ferro.

O ditador ficou conhecido pelos monumentos sumptuosos que mandou construir durante o seu "reinado", como o famoso Palácio do Parlamento, em Bucareste.

Mas, no que respeita a automóveis, Ceausescu revelou alguma modéstia na hora de encontrar um presente de casamento para a filha Zoia.

Em vez de escolher um Rolls-Royce ou um Bentley, optou antes por este coupé desportivo pintado de branco, comprado em França com o dinheiro obtido pela venda do Mercedes de dois lugares que era da filha.

Após o golpe de Estado que pôs fim ao regime, com o fuzilamento de Nicolae Ceausescu e da sua mulher, a viatura foi apreendida, assim como os restantes bens do ditador e da sua família.

O carro foi devolvido em 1996 pelo Estado romeno, e Zoia Ceausescu só o guiava para se ausentar da capital romena porque, na cidade, satisfazia-se com um austero Dacia 1310.

Com um preço de partida de apenas 500 euros, o desportivo será leiloado na quinta-feira através do portal da Artmark, desconhecendo-se o historial de manutenções e mesmo a sua quilometragem.

Por aquele valor, o comprador terá direito a um bloco de 1.6 litros e quatro cilindros, com 96 cv de potência e 133 Nm de binário.

Um motor bem modesto para acelerar este Renault Fuego GTS de 1983 até aos 180 km/hora, demorando uns "eternos" 12,1 segundos para chegar aos 100 km/hora.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.