Pesquisa
Tome Nota
Nissan pensa em sair da aliança com a Renault após fuga de Ghosn
13:06 - 13-01-2020
 
Nissan pensa em sair da aliança com a Renault após fuga de Ghosn
Os representantes da Nissan têm-se reunido nos últimos dias para planearem uma possível separação da sua aliada Renault, com quem mantém uma relação há 20 anos, segundo o Financial Times (FT). 

A aliança entre as duas fabricantes automóveis vivia períodos conturbados há vários anos e a fuga do antigo presidente de ambas as empresas, Carlos Ghosn, fez estalar o verniz e ressurgir a vontade da Nissan em separar-se da fabricante francesa. 

A acontecer, a separação pressupõe uma divisão total entre a Nissan e a Renault a nível de engenharia e de fabricação, assim como mudanças nos quadros de ambas as companhias, de acordo com o jornal britânico.

O FT adiantou que a relação entre as duas estava "tóxica" há vários anos, com os representantes da Nissan a considerarem que a Renault, que produz mais de 10 milhões de veículos por ano, estava a ser um "empecilho" para a empresa. 

Numa altura em que o foco está a mudar, de forma gradual, para o desenvolvimento de automóveis elétricos, é provável que as duas cotadas, caso o divórcio se concretize, tentem procurar parceiros com conhecimento na área.

Leia a notícia na íntegra no "Negócios"
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.