Pesquisa
Tome Nota

Autonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 km

17:05 - 24-11-2021
 
Autonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 kmAutonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 kmAutonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 kmAutonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 kmAutonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 kmAutonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 kmAutonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 km
Autonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 kmAutonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 kmAutonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 kmAutonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 kmAutonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 kmAutonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 kmAutonomia alargada: Peugeot e-208 e e-2008 ganham mais 25 km

Para quem sofre de ansiedade "eléctrica", a Peugeot alargou em 8% a autonomia dos Peugeot e-208 e e-2008… e essa capacidade estará disponível a partir do próximo ano. 

São mais 25 quilómetros que se podem agora percorrer com uma única carga, segundo o ciclo WLTP, e sem ter sido feita qualquer "mexida" na capacidade da bateria. 

Construídos sobre a plataforma modular comum eCMP, ambos mantêm a bateria de 50 kWh e o motor eléctrico de 100 kW (136 cv) e 260 Nm. 

Todavia, os dois modelos beneficiaram dos recentes avanços tecnológicos do grupo Stellantis para alargarem as suas autonomias. 

Significa isso que o Peugeot e-208 avança com um alcance eléctrico até 362 quilómetros, o que representa um aumento de 22 quilómetros. O Peugeot e-2008 viu a sua autonomia crescer 25 quilómetros, para um máximo até 345 quilómetros. 

É na utilização real que os aumentos de autonomia são mais visíveis, ao ponto de poderem chegar aos 40 quilómetros em tráfego urbano e com temperaturas próximas dos 0 °C. 

Esses ganhos foram também conseguidos com a introdução de pneus da classe A+ para as jantes de 16 polegadas do e-208, de 17 para o e-2008, com menor resistência ao rolamento. 

A caixa automática de velocidades sofreu igualmente um desenvolvimento mecânico, através de uma nova relação, que optimiza a autonomia em estrada e auto-estrada. 

Uma nova bomba de calor, acoplada a um sensor de humidade na parte superior do pára-brisas, reforça a eficiência energética dos sistemas de aquecimento e ar condicionado. 

Os dados transmitidos pelo sensor permitem controlar, de forma mais precisa, a recirculação do ar no habitáculo.

Além disso, protege a quantidade de energia contida na bateria ao aquecer e manter a temperatura a bordo, particularmente perceptível face a baixas temperaturas exteriores. 

Os Peugeot e-208 e e-2008 têm sido dois dos pontas de lança da marca do leão desde o seu lançamento em 2019. O hatchback é proposto a partir de 32.420 euros enquanto o crossover tem um preço-base de 36.870 euros. 

Já com mais de 90 mil unidades produzidas, no nosso país já foram colocados na estrada 1.161 veículos, com uma quota de mercado de 12,3% nos primeiros dez meses deste ano. 

O e-208, como berlina 100% eléctrica, lidera as vendas nacionais do segmento B, com 580 unidades vendidas, a que corresponde uma quota de mercado de 34,6%. 

O e-2008 lidera a divisão dos SUV totalmente eléctricos do segmento B com uma quota de 14,2%, correspondente à venda de 567 unidades. 

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.