Pesquisa
Tome Nota
Ian Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anos
15:28 - 05-06-2019
 
Ian Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anos
Ian Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anosIan Callum deixa Jaguar ao fim de 20 anos

A notícia está a marcar a indústria automóvel um pouco por todo o Mundo. Ian Callum, director da equipa criativa da Jaguar, vai abandonar no final de Junho a insígnia britânica com quem trabalhou nas últimas duas décadas. O executivo irá manter-se, no entanto, como consultor junto do construtor automóvel.

Ian Callum será substituído por Julian Thomson, com quem trabalhou lado a lado nos últimos 18 anos na Jaguar, permitindo a passagem do testemunho sem atritos.

"Uma das razões pelas quais estou agora a sair é por sentir que temos uma ótima estrutura de ‘design’ na Jaguar", justificou o executivo de 64 anos em entrevista à revista britânica Auto Express. "Acho que posso estar confiante de que a equipa criativa está no lugar certo com as pessoas certas".

A entrada do 'designer' na Jaguar não poderia ser mais auspiciosa. Com os Ford RS200 Rally, Escort Cosworth e Puma, Nissan R390 GT1 Le Mans, e os Aston Martin DB7, DB 9 e Vanquish no currículo, entre outros modelos, Callum nunca escondeu a admiração que sentia pelos carros da Jaguar desde tenra idade.

Pelas suas mãos passaram, de imediato, os Jaguar XK e XF, para então firmar o seu nome na marca com o conceituado XJ. Seguiram-se depois os modelos F-Type e I-Pace, que revolucionaram a posição da marca no segmento automóvel 'premium'.

Ainda à Auto Express, Ian Callum revela que tem novos desafios para enfrentar, a que não será alheia a ligação que manterá à marca como consultor de design. "A próxima geração de designers será desafiada a um nível tal, como os seus antecessores nunca foram", acrescentou na entrevista.

Callum irá agora trabalhar em projectos mais pessoais sem revelar quais são, mas que não incidirão apenas no 'design' automóvel. Aparentemente, é seu objectivo abraçar desafios que o obriguem a uma maior e mais rápida agilidade, algo que é difícil concretizar numa grande empresa.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.