Pesquisa
Tome Nota
Ghosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituir
15:27 - 24-01-2019
 
Ghosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirCarlos GhosnGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituir
Ghosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirCarlos GhosnGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituirGhosn renuncia ao cargo de CEO da Renault. Saiba quem o vai substituir

Carlos Ghosn, que está preso no Japão desde o dia 19 de Novembro de 2018, renunciou ao cargo de CEO da Renault, que já nomeou novos executivos.

A fabricante francesa passa a contar com Thierri Bollorè no cargo de CEO e Jean-Dominique Senard no posto de presidente. Bollorè, de 55 anos, já estava à frente dos comandos da Renault como CEO interino desde a prisão de Ghosn. Já Senard, de 66 nos, era o director da fabricante de pneus Michelin.

O anúncio foi feito por Bruno Le Maire, Ministro das Finanças francês, e coloca um fim ao reinado de quase 20 anos de Ghosn na fabricante francesa. Recorde-se que o governo francês é um dos accionistas da Renault, com 15% de participação, e Le Maire já anunciou que "o estado se vai reunir com a direcção [da Renault] nos próximos dias e nomear uma nova liderança estável e sustentável".

"Uma nova página da história da Renault começa a ser escrita. Desejo sucesso a Jean-Dominique Senard e Thierry Bollorè. A aliança Renault-Nissan deve continuar como número 1 mundial e continuar a ser motivo de orgulho dos seus funcionários", atirou Le Maire.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.