Pesquisa
Tome Nota

Citroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesa

12:23 - 19-07-2022
 
Citroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesa
Citroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesaCitroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesa
Citroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesa

Com as vendas a decorrerem a bom ritmo, principalmente em França, o Citroën Ami é já um sucesso… ao ponto de já ter dado a uma cópia descarada feita na China.

Citroën Ami já tem quatro lugares… mas é uma cópia chinesa

Contra os dois bancos do modelo original, a chinesa Favorable Group Limited criou um "novo" Ami com quatro lugares.

No portal de vendas Alibaba, é apresentado como "um Smart eléctrico", sem que alguma vez se perceba qual é o verdadeiro nome do quadriciclo.

As semelhanças com o Ami da Citroën são mais do que evidentes, principalmente à frente e atrás, e até as portas têm abertura oposta.

O quadriciclo admite várias personalizações na carroçaria, enquanto o habitáculo foi revisto com um painel que engloba os ecrãs multimédia e de instrumentação, e duas saídas de ar nas laterais.

Os pedais do acelerador e do travão, por sua vez, parecem estar completamente deslocados do banco do condutor e do volante.

São também escassos os dados sobre o motor eléctrico que alimenta esta cópia, sabendo-se apenas que tem até 2.000 watts (2,7 cv) de potência.

As baterias de chumbo que o equipam oferecem uma autonomia entre 80 a 100 quilómetros, e o recarregamento demora entre seis a oito horas para ter a carga completa.

Quanto a preços, o Ami chinês está bem longe dos 7.750 euros que custa a entrada na gama: os valores apresentados no portal Alibaba variam entre os 1.549 e 2.240 euros.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.