Pesquisa
Super Carros

Taycan e Taycan Cross Turismo com mais tecnologia e autonomia

17:53 - 26-08-2021
 
Taycan e Taycan Cross Turismo com mais tecnologia e autonomiaTaycan e Taycan Cross Turismo com mais tecnologia e autonomiaTaycan e Taycan Cross Turismo com mais tecnologia e autonomiaTaycan e Taycan Cross Turismo com mais tecnologia e autonomiaTaycan e Taycan Cross Turismo com mais tecnologia e autonomiaTaycan e Taycan Cross Turismo com mais tecnologia e autonomia
Taycan e Taycan Cross Turismo com mais tecnologia e autonomiaTaycan e Taycan Cross Turismo com mais tecnologia e autonomiaTaycan e Taycan Cross Turismo com mais tecnologia e autonomiaTaycan e Taycan Cross Turismo com mais tecnologia e autonomiaTaycan e Taycan Cross Turismo com mais tecnologia e autonomiaTaycan e Taycan Cross Turismo com mais tecnologia e autonomia

Não é uma verdadeira actualização estilística e tecnológica, como é comum nos modelos a meio do ciclo de vida. 

Todavia, o Porsche Taycan e a ainda muito recente variante Cross Turismo ganharam pormenores que os distinguem ainda mais na estrada. 

Se, de origem, são 17 as cores disponíveis, graças às opções Paint to Sample e Paint to Sample Plus são quase infinitas as personalizações ao gosto de cada condutor. 

Essas mudanças reflectem-se de imediato nas novas cores que podem pintar os super desportivos eléctricos, que vão buscar as suas influências aos anos 90. 

Quanto ao interior, são poucas as alterações introduzidas, sendo a mais evidente a integração do Android Auto na sexta geração do Porsche Communication Management, que já incluía o Apple CarPlay

O assistente de voz também foi melhorado, enquanto o sistema de navegação exibe agora informações mais claras e calcula as rotas com mais rapidez. 

A Porsche assinalou também que o sistema operacional de ambos os modelos foi "ligeiramente remodelado".



O menu passa a contar com cinco opções, em vez de três, podendo ser organizados de maneira individual. 

Ainda no campo tecnológico, o Taycan e o Taycan Cross Turismo podem ser equipados com o assistente remoto de estacionamento, controlável através do telemóvel sem que o condutor precise de estar ao volante. 

Bem positivo é o alargamento "real" da autonomia de ambos, embora mantenham o desempenho segundo o ciclo WLTP para não se submeterem a nova homologação. 

Desconhece-se quantos mais quilómetros serão capazes de cumprir com uma única carga, mas a marca assegura que beneficiam de "extensos desenvolvimentos tecnológicos". 

Nas versões com tracção às quatro rodas, o motor eléctrico dianteiro é desacoplado quando seleccionados os modos Normal ou Range.

O propulsor eléctrico traseiro também é desligado nas desacelerações, quando o veículo entra em "roda livre" ou está parado, e reiniciado em milissegundos quando é necessário energia. 

A gestão térmica da bateria e as funções de carregamento também sofreram uma afinação especial.

O Turbo Charging Planner aquece a bateria a uma temperatura ligeiramente mais alta para permitir um carregamento rápido mais rápido e com um nível de carga mais alto. 

O calor residual dos componentes eléctricos é agora melhor reaproveitado para regular a temperatura da bateria. 

Ambos os super desportivos, já com as novas especificações, entram na linha de montagem em Setembro mas não foram avançados preços nem uma data de chegada aos concessionários nacionais. 

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.