Pesquisa
Super Carros

Mercedes AMG GT terá descapotável

11:53 - 02-07-2016
  4
Mercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotável
Mercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotávelMercedes AMG GT terá descapotável
Já com três variantes conhecidas – "normal", S e a recém-apresentada "besta verde" com a sigla R –, o superdesportivo Mercedes AMG GT não se ficará por aqui e a próxima versão será… um descapotável com capota em lona. Embora apenas deva chegar ao mercado em 2017, é bem provável que o AMG GT Cabrio seja desvendado ainda este ano, eventualmente no salão de Paris, em finais de Setembro.

Este não é um rumor, já que a confirmação veio do próprio presidente da AMG, Tobias Moers, que não escondeu a novidade durante a recente apresentação do AMG GT R, referindo esperar mais duas variantes daquele que é, actualmente, o modelo mais radical da marca alemã. "O descapotável está já muito adiantado e será a próxima versão do AMG GT a chegar", referiu Moers.

O presidente da AMG fez, no entanto, questão de destacar o carácter muito desportivo que a versão "destapada" do GT manterá, graças à elevada rigidez estrutural do conjunto (mesmo com a ausência do tejadilho), não fazendo qualquer concorrência interna com o Mercedes SL, considerado mais um grande turismo. "Este será um verdadeiro desportivo!".

A opção pela capota em lona, em vez de um tejadilho rígido retráctil, justifica-se pela menor complexidade do sistema e, acima de tudo, pelo peso reduzido. Em princípio, o AMG GT Cabrio será disponibilizado com os mesmos motores do coupé, excepto o da versão R, ou seja, o de 462 cv e do da versão S, com 510 cv.

Moers não revelou qual será a segunda variante que ainda espera para o AMG GT. Mas fala-se que a "besta verde" poderá não ser a versão mais radical deste desportivo: em 2018 poderá aparecer um modelo ainda mais potente e rápido que use uma designação já usual nas versões mais extremas da AMG, a "Black Series"!
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.