Pesquisa
Super Carros

Crise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiado

11:44 - 29-12-2021
 
Crise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiadoCrise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiadoCrise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiadoCrise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiadoCrise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiadoCrise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiadoCrise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiado
Crise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiadoCrise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiadoCrise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiadoCrise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiadoCrise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiadoCrise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiadoCrise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiado
Crise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiado

Não está fácil a chegada do novo McLaren Artura à estrada: o lançamento do super desportivo foi adiado pela terceira vez devido à crise mundial dos semicondutores.

Crise dos 'chips': McLaren Artura de novo adiado

Quem o afirma é o portal Automotive News, que destaca que as primeiras entregas do híbrido plug-in só deverão acontecer em Julho. 

Aparentemente, a McLaren está a dar prioridade à produção do Elva e do 765LT Spider, que lhe oferecem margens de lucro mais elevadas. 

Apesar de ter adiado ao máximo a interrupção da produção, "infelizmente o fornecimento de semicondutores acabou", destacou Roger Ormisher, porta-voz da insígnia britânica. 

O resultado mais visível para a crise global dos chips, que deverá prosseguir em 2022 ou mesmo no ano seguinte, está patente na redução da produção e no adiamento do Artura. 

Recorde-se que o super desportivo foi apresentado em Fevereiro como o "primeiro híbrido de alto desempenho de série" da marca. 

É também o primeiro modelo a usar a nova arquitectura McLaren Carbon Lightweight, tendo as motorizações híbridas como principal alvo. 

Quanto a números, o Artura dispõe de um bloco V6 biturbo de 3.0 litros, alinhado com um motor eléctrico e uma bateria de 7,4 kWh para uma autonomia eléctrica de apenas 31 quilómetros. 

Em termos de desempenho combinado, oferece 680 cv e 720 Nm para acedlerar em três segundos dos zero aos 100 km/hora, para uma velocidade de ponta de 330 km/hora. 

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.