Pesquisa
Super Carros

Corvette: um ícone americano

11:57 - 30-06-2016
  4
Corvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americano
Corvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americanoCorvette: um ícone americano
O Corvette permance indiferente à passagem dos anos e no dia de mais um aniversário, vale a pena recordar o GranSport, um modelo que mostra o longo caminho percorrido por um coupé que tem tudo a ver com a forma como os Estados Unidos vêem os grandes desportivos. É um estilo inconfundível.

O Corvette é um ícone que os americanos tratam carinhosamente por "Vette". Os primeiros modelos surgiram no início dos anos 50 e desde essa altura nunca pararam de evoluir, mas há coisas que não mudam: a carroçaria pode ter a imagem de um descapotável ou de um coupé, mas sob o longo capot dianteiro surge sempre um motor enorme, com cilindrada elevada e valores de potência impressionantes.

Nasceu como uma forma de resposta americana a modelos europeus da Porsche e da Ferrari, mas foi sempre diferente deles, assumindo-se com uma imagem muito própria. É certo que outros construtores americanos tentaram apresentar alternativas aos "Vette", mas a Ford nunca o conseguiu e a Chrysler não teve melhor sorte com o Viper...

A sétima geração do Corvette recuperou a opção GrandSport, num modelo que alia parte do Stingray e parte do Z06 e talvez seja mais interessante do que os dois. Pode ficar condicionado pelos 466 cv do motor V8 atmosférico de 6,2 litros, mas tira partido da rigidez estrutural, da aerodinâmica do Z06 com o qual partilha as vias largas e da suspensão onde surgem amortecedores com um sistema electromagnético, gerido electronicamente, capaz de adaptar a rigidez de acordo com o tipo de condução.

A travagem é assegurada por discos carbocerâmicos desenvolvidos à medida pela Brembo. Pode não ser o mais musculado dos "Vette", mas chega aos 315 km/h e pode passar de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos. Para além disso, o cantar do V8 atmosférico pode ser visto como um turbo para a adrenalina de qualquer condutor, ou as emoções fortes não fossem parte do ADN dos Corvette.

Não deixa de ser curioso que a GM tenha escolhido o ultimo salão automóvel de Genebra para apresentar esta versão porque os Corvette só são vendidos num reduzido número de países europeus. Mesmo assim, este enorme coupé não deixa nenhum europeu indiferente, apesar do preço ser obsceno.

Chega à Europa em 2017 e se a General Motors A GM ainda não anunciou o preço mas ele vai ficar entre os 57 mil dólares do Stingray e os 80 mil dólares do Z06, pelo que as estimativas apontam para um valor na casa dos 70 mil dólares (menos de 62 mil euros). Olhando para este valor percebemos bem que há muito mais do que um oceano a separar os Estados Unidos da América e a nossa Europa cheia de impostos. Por isso os Corvette são tão populares no seu mercado interno enquanto na Europa são vistos como concorrentes directos no universo onde pontuam modelos da Ferrari e outros do mesmo tipo. No nosso país, com a fiscalidade vigente, este GrandSport nunca poderia custar menos de 200 mil euros. Dá para acreditar?


FICHA TÉCNICA

200 000 € (valor estimado)

MOTOR V8 turbo
CILINDRADA 6 162 cc
POTÊNCIA MÁXIMA 466 cv/6 000 rpm
BINÁRIO MÁXIMO 624 Nm/4 600-2 500 rpm
RELAÇÃO PESO/POTÊNCIA Não indicado
VELOCIDADE MÁXIMA 250 Km/h
0 a 100 Km/h 3,7 s
CONSUMO MÉDIO 8,1 litros/100 km
EMISSÕES CO2 Não indicado



Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.