Pesquisa
Que futuro eléctrico?

Que futuro eléctrico?

11:14 - 26-07-2016
11
A mobilidade eléctrica é, na opinião dos especialistas, uma das soluções mais importantes para dar resposta a prazo aos objectivos económicos, ambientais e de saúde pública dos governos dos países que formam o espaço europeu e não só.

Contudo, apesar dos esforços feitos no aumento da capacidade das baterias e do seu carregamento – veja-se o caso recente da portuguesa Efacec que vai fornecer à Porsche carregadores rápidos com uma potência recorde (320kW) –, as soluções baseadas exclusivamente na armazenagem de energia a bordo do veículo não permitem resolver a questão da disponibilidade de recarregamento nas cidades e a autonomia para os trajectos de grande distância.

Nesse sentido, o desenvolvimento de soluções urbanas não poluentes e menos ruidosas, interoperacionais, torna-se prioritário: planeadas para o máximo de veículos devem acompanhar a par e passo a investigação de segurança, a integração da paisagem urbana e a optimização da sua finalidade.

São soluções que interessam aos veículos ligeiros comerciais, táxis, camiões pesados de todo o género (recolha de lixo, autocarros, limpeza de ruas, entregas, etc.), e de utilização programada em trajectos regulares.

Por outro lado, há que ter em conta que no sector dos veículos pesados e dos camiões das transportadoras de longa distância, que circulam em grande número pelas estradas europeias e contribuem fortemente para a poluição, raramente se coloca a questão da mobilidade eléctrica.

O aumento do preço dos combustíveis, a provável penalização do Diesel ou, simplesmente, a limitação do crescimento do transporte rodoviário de mercadorias são factores que podem tornar indispensável a electrificação dos pesados. Mas, para esta problemática, há já soluções em investigação ou até mesmo em comercialização, como é o caso dos extensores de autonomia térmicos a pilha de combustível.

Contudo, para os especialistas, a solução de futuro é bem diferente. Em vez de embarcar a energia a bordo dos veículos como hoje acontece, será preferível disponibilizá-la de outra forma mais simples e eficaz. A recarga estática por indução nas paragens de curta duração nas zonas urbanas, por exemplo, ou a carga contínua por indução ou catenárias nas estradas podem alterar por completo o modo como hoje vemos a mobilidade eléctrica.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
12:44 02-02-2017
0
0
12:20 02-12-2016
0
25
16:55 26-09-2016
0
8
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.