Pesquisa
Novos Modelos
T-Roc desvendado! Saiba tudo sobre o "nosso" VW
20:30 - 23-08-2017
  1
Fotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-Roc
Fotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-RocFotos T-Roc

Linhas fortes e sedutoras, cheias de personalidade e a inaugurarem uma nova linguagem de "design" na VW, pelo menos no que à frente diz respeito, originando um SUV atraente com ar bem compacto e sólido mas, ao mesmo tempo com um toque desportivo que lhe transmite aquele apelo emocional. É assim o T-Roc, o "nosso" novo bebé da Autoeuropa que já começa a sair das linhas de fabrico de Palmela e que se há-de espalhar por todo o Mundo em volumes nunca vistos desde aquela unidade! 

Perante centenas de jornalistas reunidos no Lado di Como (Itália), bem próximo do local onde, anualmente, se celebra o Concurso de Eleganza de Villa d’Este, hoje foi a vez do VW T-Roc mostrar as suas linhas e justificar as suas ambições quando chegar ao mercado, em Novembro. A fábrica de Palmela foi referida como estando já a produzir a nova estrela da VW que arranca uma forte ofensiva da marca no campo dos SUV’s e não terá sido por acaso que o ministro português da Economia, Manuel Caldeira Cabral, foi a primeira pessoa a ser apresentada, logo no arranque do evento! 

Ainda antes de desvendar o novo T-Roc, o presidente da marca VW, Herbert Diess, explicou: "Os SUV são cada vez mais populares em todo o Mundo, as pessoas apreciam a sua posição elevada de condução e todo o ‘package’. Estamos actualmente na nossa maior ofensiva de produtos que passa por renovar todos os nossos modelos e lançar novos modelos neste segmento que não pára de crescer. Numa segunda fase, depois de 2020, lançaremos os nossos novos modelos eléctricos".

Diess revelou as razões da aposta nos SUV e os planos específicos para os próximos meses: "O volume de vendas de SUV vai duplicar nos próximos dez anos, na Europa, China e América do Norte, até atingirmos os 11 milhões de unidades em 2027. Em especial os modelos mais pequenos e os compactos. Até ao final deste ano contamos mostrar o novo Touareg e, no próximo, teremos o T-Cross. E o "concept" ID Cross mostrou que continuaremos a aposta nos SUV mesmo na nossa gama eléctrica. Dentro de alguns anos teremos 19 modelos do tipo SUV ou ‘crossover’ que representarão 40% das novas vendas".

O T-Roc é feito sob a mesma plataforma do VW Golf mas Diess defende: "com este carro vamos subir um patamar, com um ‘design’ e uma tecnologia que nos vão colocar numa nova liga". Baseado na mesma versão da plataforma MQB (que serve todos os modelos do Grupo VW com motores transversais) que é usada pelo Audi Q2, tendo até a mesma distância entre eixos (2,60 m contra os 2,64 m de um VW Golf), o T-Roc começa logo por se distinguir pela sua frente, em que os faróis diurnos e os piscas estão num elemento mais em baixo, separado das ópticas principais. 

"Essa é a assinatura T-Roc que lhe permite ser reconhecido de dia ou de noite, além de ter possibilitado que os faróis fossem mais estreitos, como num veículo mais desportivo", explica Klaus Bishop, o director de "design" da VW que percorrer todo o novo SUV destacando sempre todos os detalhes que lhe deram esta imagem musculada e dinâmica, das cavas das rodas pronunciadas, ao pilar C inclinado, às proporções que diz perfeitas entre a distância entre eixos e o "capot" longos, face ao tejadilho baixo. "Queríamos criar algo com um carácter forte e expressivo que falasse directamente ao coração das pessoas, um SUV compacto que tivesse algo de ‘coupé’".

É verdade que o T-Roc consegue uma forte personalidade nos seus 4,23 m – menos 26 cm que um VW Tiguan e menos 3 cm que um VW Golf – que é passada para o interior, em que o "tablier" espelha, de certa forma, o "design" e o conceito da nova dianteira. Formas bem definidas, espaço muito limpo de comandos supérfluos, com o ecrã táctil de 10’’ bem no meio, entre as duas saídas da ventilação, cujos comandos estão por baixo.

Apesar de ser mais curto e ter menor distância entre eixos que um Golf (mas tem mais 8 cm de altura ao solo), oferece uma habitabilidade melhor, com mais espaço para os ombros, enquanto o desafogo para as pernas dos passageiros do banco de trás é muito razoável. O que é notável é o aumento do volume da bagageira, devido à forma do próprio carro, com os 440 litros a envergonharem os 385 litros do Golf! Podendo até chegar aos 1290 litros com o rebatimento dos bancos traseiros.

O VW T-Roc estará disponível, na fase de lançamento, com seis motorizações, três a gasolina e três Diesel: no primeiro grupo estarão o 1.0 TSI de 115 cv, o muito recente 1.5 TSI de 150 cv (com tecnologia de desactivação de cilindros) e o 2.0 TSI de 190 cv; a gasóleo só haverá dois motores, o 1.6 TDI de 116 cv e o 2.0 TDI com dois níveis de potência, 150 e 190 cv. Tirando os dois motores menos potentes, todos os outros podem receber a magnífica caixa automática DSG de 7 velocidades.

Mas onde o VW T-Roc se quer destacar da concorrência é na real possibilidade de sair da estrada para uns belos passeios pela natureza, contando para isso com um sistema de tracção integral Haldex 5 que "chama" as rodas traseiras a intervir sempre que acha importante ter maior capacidade de tracção. O sistema de tracção integral está disponível de série nos motores de 190 cv e como opção nos de 150 cv.

Utilizando a plataforma MQB significa que o T-Roc pode usar todos os mais modernos sistemas electrónicos desenvolvidos pelo Grupo VW, estejamos a falar de conectividade para a interacção com os "smartphones" ou dos dispositivos mais evoluídos de assistência à condução. O novo SUV da VW contará, assim com "cruise control" activo, travagem de emergência em cidade com detecção de peões, assistência de condução nos engarrafamentos, auxílio ao estacionamento e mais uns quantos elementos, alguns dos quais farão parte da lista de opcionais.

A VW chegou tarde ao mundo dos SUV, a própria marca reconhece que demorou a acordar para este fenómeno, mas agora está a entrar com a força que se lhe reconhece. E é com este carro feito em Palmela – espera-se que a produção chegue às 200 mil unidades anuais, coisa nunca vista e que será mais um "boost" nas nossas exportações! – que vai começar a recuperar o terreno perdido. Olhando para o T-Roc diríamos que a concorrência terá de se pôr já à defesa!

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.