Pesquisa
Novos Modelos

Range Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE Coupé

18:05 - 08-11-2016
  4
Range Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE Coupé
Range Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE CoupéRange Rover ataca BMW X6 e Mercedes GLE Coupé
A Range Rover não ficou indiferente ao sucesso que BMW e Mercedes têm conhecido com as variantes mais desportivas dos seus SUV, como os X6 e GLE Coupé, respectivamente. E tem já em adiantada fase de testes dinâmicos aquele que se poderá chamar Range Rover Sport Coupé (nome ainda por decidir), para ocupar o espaço existente na gama entre o mais compacto Evoque e o já muito grande Range Rover Sport.

Numa das fotos que publicamos (imagem ao lado), em que o novo modelo foi apanhado durante mais uma sessão de testes realizadas em estradas norte-americanas, é bem visível a diferença de forma e tamanho para o Range Rover Sport. E também podemos espreitar a bagageira que é visivelmente mais pequena. O que parece certo é que, ao contrário dos rivais alemães, o Sport Coupé não deverá adoptar uma linha de tejadilho descendente na parte posterior, mantendo as linhas típicas da marca britânica. Também deverá ser ligeiramente mais curto, ficando-se pelos 4,7 m de comprimento, contra os 4,9 m dos BMW e Mercedes.

Este modelo deverá partilhar a plataforma em alumínio com o Jaguar F-Pace, com grandes vantagens em termos de ganho de peso. Utilizará os motores de seis e oito cilindros Diesel e a gasolina da família Ingenium, não sendo ainda certo se, pelas dimensões e peso mais reduzidos, poderá também usar os propulsores de quatro cilindros que o Jaguar utiliza.

Mas a grande novidade que anima todos os rumores em torno deste novo modelo é a possibilidade de ser o primeiro Ranger Rover a ter uma versão totalmente eléctrica. A ideia é, uma vez mais, recorrer ao Jaguar F-Pace ou, mais concretamente, ao I-Pace EV, a variante eléctrica daquele SUV que poderá ser (não está ainda confirmado…) desvendada no salão de Los Angeles, dentro de uma semana.

Esta versão eléctrica deverá contar com um motor em cada eixo para um total de cerca de 300 cv e uma bateria de 70 kWh, para uma autonomia próxima dos 450 km! Seria esta a mecânica que o novo Sport Coupé também poderia utilizar para se tornar no primeiro Ranger Rover eléctrico. Por fim, é ainda provável que haja uma variante híbrida deste modelo que terá a vantagem de, com um peso na casa dos 1800 kg, ser várias centenas de quilos mais leve que os BMW X6 e Mercedes GLE Coupé!

O interior será marcado por um elevado nível de luxo, mas deverá ser feito apenas para quatro lugares, sendo um banco traseiro para três ocupantes vendido como opcional! Por outro lado, a plataforma em alumínio do F-Pace também não permite aumentar a distância entre eixos o suficiente para que seja possível "encaixar" uma terceira fila de bancos. O novo Range Rover deverá chegar ao mercado ainda no próximo ano, embora não haja ainda uma ideia concreta de datas de lançamento.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.