Pesquisa
Novos Modelos

Mercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomia

15:21 - 09-09-2021
 
Mercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomia
Mercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomiaMercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomia
Mercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomia

A ofensiva eléctrica da Mercedes está a alargar-se a todos segmentos: depois do EQS, é agora revelado o "irmão" mais pequeno construído sobre a mesma plataforma MEA.

Mercedes EQE: nova aposta eléctrica com 660 km de autonomia

Previsto para meados do próximo ano, o Mercedes EQE 350 desvelado no salão automóvel de Munique mostra-se com 4.946 mm de comprimento. 

Equivalente ao Classe E térmico, é, no entanto, um centímetro mais comprido e quase três centímetros mais alto. 

É no espaço que o "eléctrico" se distingue do Mercedes EQS. Com 3.132 mm de distância entre eixos, é 90 mm mais curto do que aquele modelo 

Em relação ao Classe E, é 270 mm mais largo e 80 mm mais comprido, enquanto a bagageira possui 430 litros de capacidade. 

Um motor eléctrico com 292 cv 

O EQE 350, que dá entrada à gama, está equipado com um motor eléctrico de 215 kW (292 cv a dar tracção às rodas traseiras. 

A autonomia da bateria de 90 kWh situa-se entre os 545 e os 660 quilómetros com uma única carga, de acordo com o ciclo WLTP. 

O recarregamento pode ser feito até 170 kW com corrente contínua, podendo carregar em 15 minutos uma autonomia suplementar de 35,6 kW, correspondente a 250 quilómetros.

Em corrente alternada num máximo de 22 kW, a recarga completa faz-se em 4h25m, demorando 8h25m se for a 11 kW. 

Haverá uma segunda motorização quando o EQE 350 chegar ao mercado, numa versão com tracção integral 4MTIC, embora o emblema germânico não tenha adiantado pormenores. 

Prevista está igualmenta uma variante AMG de altas prestações, com 500 kW (680 cv) de potência, e com uma afinação de chassis mais focada para uma condução desportiva. 

Opções, muitas opções 

Dado que o EQE 350 partilha a mesma plataforma do EQS, será possível configurá-lo com diversos componentes mecânicos do topo de gama, como a suspensão pneumática com amortecimento variável. 

Terá também um eixo traseiro direccional, com a primeira versão opcional a permitir virar as rodas num ângulo até 4,5 graus. 

A segunda opção permitirá um ângulo de viragem até dez graus, tornando a berlina muito mais manobrável.

 

Previstos ainda como opção estão os faróis Digital Light, em substituição dos LED High Performance de série, com três LED em cada um deles e com a luz a ser refractada e conduzida por 1,3 milhões de micro-espelhos individuais. 

Ao dispor dos futuros clientes estão o visor head-up com realidade aumentada, e o impressionante MBUX Hyperscreen de 1,41 metros de largura, em tudo igual ao que euipa o Mercedes EQS. 

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.