Pesquisa
Novos Modelos

Mercedes Classe E Station chega em Setembro

19:17 - 06-06-2016
  79
Mercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe E
Mercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe EMercedes Classe E
Tendo já à venda a berlina da nova geração Classe E, apresentada como a nova referência do segmento médio-superior entre as marcas "premium", a Mercedes apresentou hoje ao mundo a muito esperada variante Station, responsável por importante fatia de vendas daquela modelo! Como mestre de cerimónias do evento que decorreu no clube de ténis de Weissenhof, em Estugarda, nada menos que Roger Federer, o suíço vencedor de 17 torneios do Grande Slam!

Porque a Mercedes lança com enorme optimismo esta carrinha, numa fase de crescimento constante das vendas. "Estamos no nosso 38.º mês consecutivo de recordes e a nova berlina da Classe E tem contribuído para isso", referiu Ola Källenius, responsável das vendas da Mercedes-Benz Cars. "Agora, com esta carrinha queremos continuar na senda deste crescimento".

E com que argumentos pretende fazê-lo? A carrinha da nova geração de Classe E recebe, obviamente, toda a tecnologia que faz da "irmã" berlina um dos automóveis mais avançados da indústria, mas tem todo um lado prático que a torna mais apetecível. Apedar de a bagageira ter menos 25 litros de capacidade que a geração que substitui, mesmo assim continua com a melhor volumetria da indústria: são 670 litros – à frente dos 660 litros do Skoda Superb Combi ou dos 650 litros do VW Passat Variant – que podem transformar-se em 700 litros desde que se coloquem as costas dos bancos traseiros mais na vertical, numa afinação de dez graus.

Esses bancos são rebatíveis de forma tripartida, na proporção 40:20:40, podendo resultar num piso plano e num volume máximo de 1820 litros úteis. Continua a poder contar, em opção, com dois bancos para crianças montados na bagageira, virados para trás. A porta da mala é de abertura eléctrica de série podendo, em opção, receber o sistema que permite abri-la passando o pé por baixo do para-choques traseiro.

Também a suspensão pneumática traseira com efeito autonivelador – mantém a altura ao solo constante mesmo com a carga máxima de 745 kg – continua a ser de série, podendo ser paga à parte a opção da suspensão pneumática Air Body Control.

O Mercedes E Station estará disponível com três motores Diesel e quatro a gasolina. Na "equipa" do gasóleo alinham as versões E 200 d (150 cv), E 220 d (194 cv) e E 350 d (258 cv). Do lado da gasolina teremos os E 200 (184 cv), E 250 (211 cv), E 400 4Matic (333 cv) e a versão desportiva AMG E 43 4Matic (401 cv). O Diesel mais potente e os dois últimos motores a gasolina são seis cilindros, os restantes têm quatro. Pelo menos no lançamento, todas as versões estarão equipadas com a caixa automática de nove velocidades 9G-Tronic.

Ainda não estão definidos os preços da nova carrinha da Classe E mas a diferença para a berlina equivalente nunca deverá ser superior a 3000 €. Quando chegar ao nosso mercado, em Setembro próximo, terão passados 50 anos sobre o lançamento da primeira carrinha da Mercedes, em Agosto de 1966, construída sobre a base da berlina 200 D. Um início… com fraco sucesso! Como as coisas mudaram desde então!

Apresentação Mercedes Classe E
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.