Pesquisa
Novos Modelos
Honda NSX chega no Outono
14:20 - 14-06-2016
  10
Honda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no Outono
Honda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no OutonoHonda NSX chega no Outono
As primeiras unidades do novo HONDA NSX devem chegar ao mercado no Outono. Os anos 90 foram marcados pelo domínio da McLaren-Honda na F1 e os sucessos desportivos serviram de catapulta para o lançamento do coupé NSX, um super-desportivo que fez história pelo vanguardismo tecnológico. Era diferente de qualquer outra proposta disponível na época e foi aprovado por Ayrton Senna, o piloto que esteve envolvido no processo de desenvolvimento.

Em 2015, no ano em que a Honda regressa à F1 como fornecedora de motores à McLaren, esta parceria será recordada pela apresentação do novo NSX. O modelo tem andado por vários salões do automóvel e só deve chegar ao mercado no final do ano e a lista de espera já é extensa…

Tal como a primeira geração do modelo, mantém uma carroçaria em alumínio, embora conte com um "fundo plano" em carbono, como os monolugares de F1. Mas este coupé de 4,47 metros de comprimento tem mais novidades porque aposta de forma clara na tecnologia híbrida.

Como qualquer grande desportivo, tem um motor colocado em posição central, atrás do habitáculo. Neste caso é um V6 biturbo, que será complementado com três motores eléctricos. Dois deles surgem no eixo dianteiro e estão associados a cada uma das rodas, e o terceiro está acoplado ao bloco de combustão interna e associado à caixa automática de nove velocidades.

A potência total ronda os 550 cv. Sabe-se que terá quatro modos de condução – Quite para passear; Sport e Sport Plus para os mais dinâmicos; e Track para uma utilização em pista – e pensa-se que poderá ultrapassar os 300 km/h e passar de 0 a 100 km/h em três ou quatro segundos, mas estes valores são especulativos.

Recordar Senna. Em meados dos anos 80 e início dos anos 90, Ayrton Senna marcou o ritmo da F1. A Honda apostou num super-carro que acabou por ser diferente de todos os outros e Ayrton Senna esteve envolvido no desenvolvimento da primeira geração do NSX.

Toda a tecnologia disponível foi incorporada e a construção em alumínio, o sistema de comando variável das válvulas do motor, as bielas em titânio e o comando "by wire" do acelerador, fizeram a diferença.

O primeiro NSX nunca foi o mais potente dos super-carros. Os 274 cv até podem parecer uma caricatura, mas quem gosta de automóveis terá que admitir que a Honda abriu novos horizontes para os grandes desportivos. Em 1995 o motor viu a cilindrada aumentada de 3 para 3,2 litros e a potência ganhou 20 cv na versão de caixa manual, que é actualmente a mais cobiçada pelos coleccionadores.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.