Pesquisa
Novos Modelos

Citroën renovou o C4 Cactus

13:56 - 26-10-2017
  56
Citroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 Cactus
Citroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 CactusCitroën renovou o C4 Cactus
Citroën renovou o C4 Cactus
O Citroën C4 Cactus vai ter uma nova imagem depois de um "restyling" que vai chegar ao mercado na Primavera do próximo ano. Perdeu a "originalidade" dos "airbumps" laterais, que afirmaram a sua imagem no Salão Automóvel de Genebra de 2014. Mas, já nessa altura houve quem gostasse e outros nem por isso...

O "adereço" foi uma aposta arrojada por parte dos designers. Foi defendida com argumentos plausíveis pelo marketing da empresa, mas o mercado não foi receptivo à couraça destinada a proteger os flancos nos parques de estacionamento. Por isso a ideia foi minimizada no C3 e deixou de ser evidente no SUV Citroën Aircross, que está a chegar ao mercado nacional.

Sem "dar a mão à palmatória", a Citroën alterou a sua proposta. Retirou os airbumps dos flancos do C4 Picasso e amadureceu o conceito, que migra para a secção inferior dos painéis laterais, sem o impacto visual anterior. Trocando por miúdos, isto quer dizer que não há mais "airbumps" e surgem protecções inferiores da carroçaria, a exemplo do que acontece com o C5 Aircross.

DESIGN. A nova imagem, sem as "borrachas laterais", aproxima o C4 Cactus do estilo hatchback. Mas as alterações não se ficam por aqui...

A zona frontal assume um ar de família e tem tudo a ver com os C3/C3 Aircross. Basta olhar para grelha frontal, com dois níveis, onde o superior é a imagem de marca e o inferior responde à necessidade de refrigeração dos motores. O mesmo acontece com os grupos ópticos dianteiros e a tecnologia LED, que também chegou aos faróis traseiros.

Citroën renovou o C4 Cactus

A aposta na individualização foi uma decisão ganhadora com o C3 e a Citroën quer replicá-la em toda a gama. Por isso, no C4 Cactus anunciou a possibilidade de 31 combinações de personalização da carroçaria, que permitem a cada cliente criar uma carro à sua imagem. Esta opção é complementada com cinco propostas de "atmosferas" interiores.

HABITÁCULO.
O conforto passou a ser a "palavra de ordem" na Citroën. Já a ouvimos na apresentação do C3, foi repetida no lançamento do C3 Aircross e foi levada à exaustão com este C4 Cactus. A marca francesa assumiu esta opção como uma nova identidade, que se traduz num programa específico. Chama-se "Advanced Comfort" e começa fora do habitáculo, passando pelo chassis.

O novo C4 Cactus vai estrear na Europa as suspensões com "Batentes Hidráulico Progressivo" (PHC), uma patente da marca, que visa filtrar ao máximo todas e quais quer irregularidades do terreno, mas isso será uma coisa que tem que ser avaliada quando tivermos oportunidade de guiar este modelo.

Ao nível da qualidade de vida a bordo, os franceses subdividem o conforto em quatro níveis, a começar pelo "visual", associado a uma aparência que nos remete para o passado de berlinas como o Xsara ou o Xantia; o "postural", associado às diversas regulações disponíveis; o "acolhimento", que passa pela qualidade dos estofos; e o "dinâmico" ligado à qualidade de vida a bordo.

Não há dúvidas que este é um discurso de marketeers. Soa bem e até bate certo, até certo ponto. Não há dúvidas de que os bancos dianteiros são mais confortáveis, ganharam em qualidade e em elegância mas o banco traseiro continua a ser "corrido" e o seu rebatimento está longe de ser funcional. 

Depois temos uma bagageira que também não se alterou. Pode ser rebatida assimetricamente e passar de 358 litros (um valor modesto) até 1.170 litros. É certo que o Cactus tem muitos espaços inteligentes para arrumos no habitáculo, mas há concorrentes que oferecem mais e um grande porta-bagagens é um trunfo inquestionável.

MOTORES. Esperava-se que a Citroën fosse mais arrojada com este restyling e apostasse forte nas novas tendências de uma Europa que está obcecada pela redução de emissões poluentes e cada vez mais agressiva face às propostas diesel.

O Grupo PSA tem um trunfo. Chama-se 1.5 BlueHDI e se muitos esperavam que este motor surgisse no lugar do 1.6 BlueHDi para reduzir consumos e emissões, mas a Citroën não deu esse passo e a oferta de motores diesel não se altera. A única novidade no campo das motorizações do novo Cactus passa pelo motor 1.2 PureTech de três cilindros a gasolina e 130 cv, associado a uma caixa manual.

NA PRIMAVERA. O novo C4 Cactus só vai chegar a Portugal com a Primavera do próximo ano. Por isso, com tantos meses pela frente e uma passagem de ano pelo meio, é impossível avançar com qualquer estimativa de preço.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.