Pesquisa
Novos Modelos

Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!

19:07 - 04-06-2024
 
Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!
Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!
Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!

Para quem ama carros de grande porte bem à americana, não ficará desanimado com o novíssimo Wagoneer S.

Brutal: Jeep Wagoneer S bate 100 km/h em menos de 4 segundos!

A Jeep explora neste SUV de alta potência todas as possibilidades que a tecnologia eléctrica oferece, ao ponto de fazer dele quase um dragster para "queimar" pneus nas acelerações.

Os brutais 609 cv que os dois motores eléctricos passam às quatro rodas motrizes disparam este monstro para uns inimagináveis 3,4 segundos para cumprir os zero aos 96 km/hora (60 milhas/hora).

As primeiras entregas nos Estados Unidos e Canadá acontecem antes do final deste ano com a série limitada Launch Edition, ficando por saber se o nosso país será um dos europeus a recebê-lo em 2025.

Alternativa ao Grand Cherokee

Os negacionistas bem tentam travar a electromobilidade com as mãos mas mesmo os construtores mais dedicados aos motores de combustão interna já estão a electrificar a sua gama.

É o caso da Jeep que, depois do Avenger 100% eléctrico para a Europa, avança agora com um poderoso SUV totalmente alimentado a electrões com vocação para o mercado global.

Esta alternativa ao Grand Cherokee chega aos 4,89 metros de comprimento por 1,90 de largura e 1,65 de altura, com os 2,87 metros de distância entre eixos a assegurar espaço e conforto para cinco ocupantes.

Se a grelha iluminada com as icónicas sete barras verticais segue a linha tradicional dos modelos da insígnia americana, o mesmo já não acontece com a ausência das ponteiras de escape.

Também diferente é a enorme asa a prolongar a linha do tejadilho, sob a qual está o vidro traseiro muito inclinado a dar a impressão de movimento mesmo com o SUV parado.

Se as linhas tensas não disfarçam uma elegância maciça mas refinada, reforçada pelas jantes de 20 polegadas, certo é que a eficiência aerodinâmica foi central no desenvolvimento desta proposta.

Interior pragmático para o off-road

O habitáculo segue as premissas já definidas por fora, com os acabamentos a serem duma qualidade mais pragmática do que luxuosa.

A definir o posto de condução e o lugar do acompanhante está uma tela esticada às 45 polegadas, com os ecrãs da instrumentação e do multimédia a terem direito, cada um, a 12,3 polegadas de diagonal.

Segue-se um terceiro visor de 10,3 polegadas para o acompanhante, com o quarto logo abaixo do ecrã de infoentretenimento a dispor dos comandos para gerir dispositivos como a climatização.

No campo dos assistentes à condução, poder-se-á contar com o que de mais evoluído está presente na concorrência.

O controlo da velocidade de cruzeiro adaptativa com manutenção de faixa, câmaras a 360º , navegação conectada, leitura de sinais de trânsito e assistente anti-colisão em cruzamentos são algumas das funções.

Autonomia a bater nos 500 km

Construído sobre a plataforma STLA Large da Stellantis com arquitectura eléctrica de 400 volts, a versão mais poderosa equipa dois motores eléctricos para 609 cv e 837 Nm passados às quatro rodas.

Segundo as especificações americanas, os zero aos 96 km/hora (60 milhas/hora) cumprem-se num "tiro" de 3,4 segundos com a velocidade máxima a situar-se nos 200 km/hora.

É claro que as capacidades off-road não foram negligenciadas, com ambos os propulsores a gerirem de forma precisa a distribuição de potência e binário nos dois eixos.

Também não foi ignorado o já conhecido Select-Terrain com os modos de condução Eco, Auto, Sport, Snow e Sand.

O propulsor montado no eixo dianteiro possui uma função de desconexão para reduzir o consumo e aumentar a autonomia até uns previsíveis 480 quilómetros com a bateria de 100,5 kWh.

A Jeep anuncia tempos de carregamento de 23 minutos dos 20 aos 80%, e de 28 minutos dos cinco aos 80% num terminal rápido de corrente contínua mas sem revelar a potência máxima admissível.

Fabricado no México, o Wagoneer S estreia-se nos Estados Unidos e Canadá no segundo semestre deste ano, com a chegada ao Velho Continente prevista para 2025.

O lançamento será feita com o acabamento Launch Edition, que inclui detalhes exclusivos em preto brilhante e cinzento escuro, assim como o tejadilho panorâmico e jantes em liga leve de 20 polegadas.

Um Trailhawk ainda mais feroz

Em paralelo à apresentação do Wagoneer S, a insígnia americana aproveitou para revelar a variante Trailhawk ainda sob a forma de protótipo.

Nele estão presentes todas as aptidões do novo modelo de produção mas com a exploração "fora de estrada" a ser elevada a um novo patamar à conta de pneus "todo o terreno" de 31,5 polegadas.

Aos modos de condução já definidos soma-se a selecção Rock, com o bloqueio electrónico do eixo traseiro a ser accionado pelo condutor.

A suspensão elevada reflecte o visual muito agressivo à frente e atrás, com a grelha iluminada a projectar uma imagem mais arrojada com as barras texturizadas e os detalhes metalizados em cinzento Storm.

A cor exterior Banner, que é exclusiva deste protótipo, exibe um adesivo anti-reflexo no capô com o emblema inspirado na aviação moderna e ganchos de reboque laranja à frente e atrás

Somam-se as jantes exclusivas de 18 polegadas, as barras de tejadilho em alumínio cortadas a laser, e o tecto de abrir panorâmico dividido em duas secções.

Puro e duro fora do alcatrão

O interior exibe superfícies macias revestidos com Mantis Green isento de pele, acentuadas por folheados em pedra real inspirados nos meteoritos.

Os detalhes metalizados em Storm Dark e a gravação anodizada em Radical Red realçam visualmente as características e funcionalidades do SUV.

Há ainda uma barra transversal que, para além de ajudar os ocupantes a manterem-se estáveis no off-road, dispõe de fixadores e inserções roscadas para montar diversos dispositivos e acessórios.

As portas e a consola central incluem ainda um novo sistema modular para personalizar a arrumação e a organização da bagagem a bordo.

E, na consola central, um grande compartimento permite carregar o telemóvel por indução enquanto várias tomadas USB permitem ligar uma infinidade de ferramentas electrónicas.

Tendo sido idealizado como um concept car, fica por saber se o Jeep Wagoneer S Trailhawk chegará à linha de montagem para a produção em série.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.