Pesquisa
Concept Cars

Toyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénio

17:31 - 03-12-2021
 
Toyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénio
Toyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénioToyota GR Yaris é agora um 'pocket rocket' a hidrogénio

Um potente e diabólico GR Yaris alimentado a hidrogénio? Sim, é possível, e é o mais recente desafio colocado no terreno pela Toyota. 

Primeiro ponto a reter deste protótipo: combustível e respectivos depósitos, assim como o processo de reabastecimento, são em tudo iguais aos do Toyota Mirai. 

Todavia, enquanto a berlina emprega a reacção química nas células de combustível para gerar energia, o GR Yaris tem um motor de combustão interna alimentado a hidrogénio. 

O bloco turbo de 1.6 litros e três cilindros, baptizado com o código G16E-GTS, está muito próximo do motor a gasolina que equipa o pocket rocket

A única, mas grande diferença, está na alimentação do combustível tendo para isso um sistema de injecção próprio para "queimar" hidrogénio. 

O motor já foi testado no Toyota Corolla Sport experimental com que a Rookie Racing, da Toyota Gazoo Racing, tem competido nas corridas japonesas Super Taikyu desde Maio. 

Para além de eliminar grande parte das emissões de dióxido de carbono associadas a um propulsor a gasolina, o hidrogénio também entra em combustão a um ritmo mais rápido. 

Além de ser mais responsivo às solicitações do condutor, mantém a maioria das características dos carros com motores de combustão, incluindo o seu gutural rugido. 

É verdade que esta tecnologia está ainda numa fase inicial de desenvolvimento conceptual, como explica a marca, desde que começou a trabalhar nela em 2017. 

Todavia, o facto de estar já a ser testada em diferentes modelos automóveis significa que não estará muito longe de ser uma realidade no mercado. 

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
comentário mais votado
FANÁTICOPELOBENFICA   14:21 - 26-08-2020
O Ricardo Salgado e o Joe Berardo também escondem as matriculas (Banhadas aos Bancos) e nada lhes acontece.
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.