Pesquisa
Actualidade

Rolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricos

10:35 - 06-07-2017
  11
Rolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricos
Rolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricosRolls-Royce diz não aos híbridos e sim aos eléctricos
A Rolls-Royce está disposta a dar um salto nos passos de desenvolvimento para o "veículo do futuro". Em vez de trabalhar em carros híbridos como solução temporária até a chegada de eléctricos, a marca britânica de luxo vai focar-se inteiramente na tecnologia eléctrica.

Torsten Müller-Otvös, CEO da Rolls-Royce, afirmou recentemente que acredita que os equipamentos eléctricos são o futuro da motorização. Ainda assim, os clientes da marca não aceitam um produto susceptível de acusar algum tipo de falha e é por isso que a fabricante não irá fazer nenhum lançamento até que a tecnologia necessária esteja completamente desenvolvida.

"A electrificação é o caminho, e não haverá atrasos como a aposta nos híbridos. É a motorização do futuro, não se enganem. Chegará o tempo - ainda ninguém sabe quando - em que não existirão motores de combustão. Algo que levará muito tempo, mas que irá acontecer", disse Torsten, no Goodwood Festival of Speed.

E por que razão quer a Rolls-Royce passar o desenvolvimento de tecnologia híbrida? Apenas porque, segundo Torsten, a marca não é revolucionária em termos de tecnologia ambiental e nem quer simplesmente seguir as tendências.

"A marca Rolls-Royce não é, de forma alguma, revolucionária no que toca a tecnologia inovadora. Os nosso clientes estão à espera de máximo luxo e não pode existir qualquer imperfeição. Ficarmos comprometidos com alguma falha tecnológica é simplesmente inaceitável. As pessoas estão interessadas num produto em que podem confiar e não em testar uma nova tecnologia", acrescentou.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.