Pesquisa
Actualidade

Porsche 911 de 1964 demorou três anos para renascer

10:32 - 14-12-2017
  18
Porsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascer
Porsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascerPorsche 911 de 1964 demorou três anos para renascer
O Porsche Museum levou três anos a recuperar o 911 (901 – nº 57), o mais antigo 911 e que passa a ser o mais antigo 911 da sua colecção. O modelo que está exposto no museu da marca em Estugarda foi produzido em Outubro de 1964 e faz parte da primeira série que ficou conhecida como 901.

Nos anos 60 a Porsche desenvolveu o herdeiro do 356 com a designação 901, mas algumas semanas antes do início da produção no Outono de 1964, a marca foi obrigada a mudar o nome do coupé porque a Peugeot havia registado a patente de todos os nomes de automóveis com três dígitos com um zero a meio. Por isso os novos Porsche foram construídos sob o nome 901, mas saíram da fábrica com a referência 911.

Os primeiros 911 são verdadeiras raridades mas ainda há modelos que aparecem do "nada". Foi o que aconteceu com o novo inquilino do museu da Porsche. Em 2014, uma cadeia de televisão alemã que estava a realizar um programa sobre objectos de colecção e "memorabilia" encontrou dois 911 dos anos 60. Depois de contactos com o Porsche Museum, os responsáveis da colecção verificaram que o chassis 300.057 de um deles correspondia a um dos pouco conhecidos por terem sido produzidos antes de a Porsche ser obrigada a alterar o nome do coupé. Apesar da degradação dos dois modelos, o museu decidiu comprá-los para completar uma lacuna importante que tinha na sua colecção.

Nenhum destes 911 tinha sofrido qualquer tipo de restauro. Mantinham todas as características originais e foi essa situação que levou a marca a avançar para a compra. A recuperação e restauro foram feitos com peças originais oriundas do espólio do museu e de outros modelos da época. Foi assim com o chassis e a carroçaria, mas também com o motor, transmissão e até o sistema eléctrico.

Os padrões de exigência e qualidade colocadas neste projecto acabam por justificar os três anos de trabalho da equipa de técnicos do Porsche Museum, que trouxeram à vida o 911/901 300.057. A Porsche não diz quanto pagou pelo modelo nem avalia o trabalho realizado, pelo que não é fácil calcular o valor de um 911 tão raro como este, sobretudo quando se trata de um modelo de uma marca que desperta grandes paixões.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.