Pesquisa
Notícias
Multas por excesso de velocidade trocadas por descansos obrigatórios
20:08 - 30-11-2019
 
Multas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatórios
Multas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatóriosMultas por excesso de velocidade trocadas por "descansos" obrigatórios

Os condutores no nosso país têm a fama, merecida em larga medida, de terem o pé pesado no acelerador.

Basta uma pequena recta, numa estrada nacional, para testarem a velocidade máxima que conseguem atingir ao volante do seu carro.

Claro que, com a praga de radares que as autoridades policiais têm espalhado um pouco por todo o lado, não é nenhuma surpresa que esses automobilistas tenham de abrir os cordões à bolsa para pagarem as multas… com o respectivo desconto de pontos na carta de condução!

Aparentemente, na Estónia, a situação é bem pior do que no nosso país. O país do Báltico conta com uma das mais altas taxas de infracção por excesso de velocidade de toda a Europa.

O governo estoniano decidiu, por isso, tomar uma medida punitiva que, acreditamos, muitos dos nossos automobilistas não se importariam que por cá fosse adoptada.

Segundo o semanário britânico The Economist, quando um condutor é apanhado para além do limite de velocidade imposto, as autoridades policiais dão-lhe duas opções: ou paga a multa… ou então é "estacionado" à força na berma da estrada durante 45 minutos a uma hora.

É ideia do governo do país que estes "descansos" forçados obrigam os automobilistas a tomar uma consciência mais real e física da infracção que acabaram de cometer.

Que tal propor esta solução às nossas autoridades? Quem sabe se não daria bons frutos… e até dava para fazer uma soneca!

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
comentário mais votado
Maria Gonçalves   17:41 - 01-12-2019
Esta lei devia de ser para ontem cá.
Johnny Johnson   16:33 - 02-12-2019
VOTAR
No meu entender as multas deveriam ser ainda mais pesadas!!!
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Fabio Ribeiro   14:48 - 02-12-2019
VOTAR
Como o "Tuga" só percebe quando lhe vão ao bolso, as multas deviam ser ainda mais caras.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
josé silveira   12:29 - 02-12-2019
VOTAR
Aqui não era possível visto que o que eles querem é dinheiro!!!... O resto, para eles, é secundário
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Gonçalo Fabião   11:03 - 02-12-2019
VOTAR
"praga" de radares? Já percebemos que quem escreveu isto gosta de andar em excesso de velocidade e por em risco todos os restantes utilizadores das estradas.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Fernando Silva   09:08 - 02-12-2019
VOTAR
Por cá, as autoridades ainda preferem dinheiro!
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Maria Gonçalves   17:41 - 01-12-2019
VOTAR
Esta lei devia de ser para ontem cá.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.