Pesquisa
Tome Nota

Mais de 14 mil condutores apanhados em excesso de velocidade

13:45 - 03-05-2022
 
Mais de 14 mil condutores apanhados em excesso de velocidade

Mais de 14 mil condutores foram detectados em excesso de velocidade durante a acção Viajar sem Pressa.

A campanha para a segurança rodoviária fiscalizou mais de dois milhões de veículos, segundo o balanço desta terça-feira da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) divulgado pela agência Lusa.

A acção da responsabilidade da ANSR, em colaboração com a GNR e PSP, decorreu entre 26 de Abril e 2 de Maio.

Teve como objectivo alertar os condutores para os riscos da condução em excesso de velocidade, uma das principais causas dos acidentes nas estradas.

Segundo a ANSR, foram fiscalizados 2.004.836 veículos em controlo de velocidade por radar, 85% dos quais pelo SINCRO – Sistema Nacional de Controlo de Velocidade.

Dos veículos fiscalizados, 14.586 circulavam em excesso de velocidade, dos quais 6.463 foram detectados pelos radares das Forças de Segurança, e 8.123 pelos da ANSR.

Durante o período da campanha em Portugal continental, foram registados 1.831 acidentes, de que resultaram oito vítimas mortais, 28 feridos graves e 419 ligeiros.

Face ao período homólogo de 2021, verificaram-se menos 274 acidentes mas com mais seis vítimas mortais, de acordo com a ANSR, registando-se ainda menos quatro feridos graves e menos 219 feridos ligeiros.

Segundo aquela entidade, das oito vítimas mortais, sete eram do sexo masculino e tinham idades entre 21 e 83 anos.

Os acidentes na origem das vítimas mortais ocorreram maioritariamente nos distritos de Bragança, Braga, Aveiro, Viseu, Lisboa e Beja.

Inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2022, a campanha foi divulgada nas redes sociais e através de cinco acções de sensibilização da ANSR.

Estas foram realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização da GNR e PSP em Sintra, Trofa, Viana do Castelo, Santa Maria da Feira e Évora.

Já segue o Aquela Máquina no Instagram?

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
comentário mais votado
Belmiro Pinto   09:51 - 05-05-2022
A principal causa dos acidentes em Portugal não é o excesso de velocidade, mas sim a falta de respeito pelo próximo, depois outros factores como a condução com efeito de álcool, sem carta, que são às centenas etc etc etc.
Belmiro Pinto   09:51 - 05-05-2022
VOTAR
A principal causa dos acidentes em Portugal não é o excesso de velocidade, mas sim a falta de respeito pelo próximo, depois outros factores como a condução com efeito de álcool, sem carta, que são às centenas etc etc etc.
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.