Pesquisa
Notícias
Leilões automóveis: uma “reforma” para toda a vida
12:55 - 13-07-2019
 
Descrito como o "santo graal" dos carros clássicos, este Ferrari 250 GTO de 1962, dos quais apenas 39 unidades foram construídas, é o detentor do recorde para o modelo mais caro vendido em leilão: 43.145.000 euros!!!Durante quatro anos, o Ferrari 250 GTO contruído em 1962/63 foi o carro mais caro a ser vendido em leilão. O martelo só "bateu" no púlpito quando atingiu 33.970.000 eurosEste Ferrari 335 Sport, de 1957, foi leiloado por 31.830.000 euros. No currículo, este modelo tem um segundo lugar no Mille Miglia, em 1957, e foi o vencedor do Grande Prémio de Cuba, em 1958.Foi o bólide alemão mais caro alguma vez vendido em leilão, ao atingir 26.385.000 euros. Juan Manuel Fangio levou o Mercedes-Benz W196 à vitória, em 1954, nos grandes prémios da Alemanha e da Suíça.O Ferrari 290 MM, do qual se construíram apenas quatro unidades, foi concebido propositadamente para o campeão Juan Manuel Fangio. Chegou aos 25 milhões de euros em leilão...Só foram produzidas dez unidades do Ferrari 275 GTB/4*S NART Spider. Em leilão, atingiu 24,5 milhões de euros.Apenas três Ferrari 275 GTB/C Speciales foram construídos para competir nas 24 Horas de Le Mans, em 1965. Uma das unidades foi vendida por mais de 23,5 milhões de euros.Este Aston Martin DBR1, de 1956, foi vendido por 20,1 milhões de euros. No currículo tem a vitória nos 1000 quilómetros de Nürburgring, em 1959.Este Duesenberg SSJ de 1935, que pertenceu ao actor Gary Cooper, foi vendido por 19,6 milhões de euros.Este Jaguar D-Type foi o vencedor absoluto das 24 Horas de Le Mans, em 1956, sendo também o único modelo que permaneceu fiel às suas linhas originais. Foi leiloado por 19,4 milhões de euros.Exemplar único, o Aston Martin DP215 foi vendido por 19,1 milhões de euros. Nas 24 horas de Le Mans, em 1963, foi cronometrado na recta Mulsanne a 319,6 km/hora!Considerado o equivalente italiano ao Bugatti Atlantic, este Alfa Romeo 8C 2900B Lungo Spider, de 1939, chegou aos 17.645.000 euros.Verdadeira ode à beleza e à elegância antes da Segunda Guerra Mundial, este Alfa Romeo 8C 2900B Touring Berlinetta, de 1939, atingiu 16,8 milhões de euros.Este Ferrari 250 GT SWB California Spider foi encontrado, em 2016, num celeiro abandonado, juntamente com mais 60 clássicos. Em leilão, fez 16.490.000 euros.O Ferrari 375 Plus Spider Competizione, verdadeiro "puro sangue" para a competição automóvel, do qual se construíram apenas cinco unidades, facturou 16,4 milhões de euros.Fabricado com uma carroçaria em liga de alumínio, este Ferrari 250 GT SWB California Spider Competizione, do que se fizeram nove unidades, bateu os 16.175.000 euros.Este Ferrari 250 LM de 1964, do qual se fabricaram 32 unidades, atingiu os 15.685.000 euros.Este Ferrari 250 GT SWB California Spider de 1961, que participou num filme protagonizado por Sophia Loren, foi vendido por 15.295.000 euros. Só se fizeram 37 unidades.Este Ferrari 250 GT SWB California Spider, em tudo semelhante ao modelo anterior, só chegou aos 15 milhões de euros.Este Ferrari 250 GT SWB Berlinetta Speciale, de 1962, era o carro pessoal de Nuccio Bertone. Talvez por isso tenha atingido a bonita soma de 14,7 milhões de euros.
Descrito como o "santo graal" dos carros clássicos, este Ferrari 250 GTO de 1962, dos quais apenas 39 unidades foram construídas, é o detentor do recorde para o modelo mais caro vendido em leilão: 43.145.000 euros!!!Durante quatro anos, o Ferrari 250 GTO contruído em 1962/63 foi o carro mais caro a ser vendido em leilão. O martelo só "bateu" no púlpito quando atingiu 33.970.000 eurosEste Ferrari 335 Sport, de 1957, foi leiloado por 31.830.000 euros. No currículo, este modelo tem um segundo lugar no Mille Miglia, em 1957, e foi o vencedor do Grande Prémio de Cuba, em 1958.Foi o bólide alemão mais caro alguma vez vendido em leilão, ao atingir 26.385.000 euros. Juan Manuel Fangio levou o Mercedes-Benz W196 à vitória, em 1954, nos grandes prémios da Alemanha e da Suíça.O Ferrari 290 MM, do qual se construíram apenas quatro unidades, foi concebido propositadamente para o campeão Juan Manuel Fangio. Chegou aos 25 milhões de euros em leilão...Só foram produzidas dez unidades do Ferrari 275 GTB/4*S NART Spider. Em leilão, atingiu 24,5 milhões de euros.Apenas três Ferrari 275 GTB/C Speciales foram construídos para competir nas 24 Horas de Le Mans, em 1965. Uma das unidades foi vendida por mais de 23,5 milhões de euros.Este Aston Martin DBR1, de 1956, foi vendido por 20,1 milhões de euros. No currículo tem a vitória nos 1000 quilómetros de Nürburgring, em 1959.Este Duesenberg SSJ de 1935, que pertenceu ao actor Gary Cooper, foi vendido por 19,6 milhões de euros.Este Jaguar D-Type foi o vencedor absoluto das 24 Horas de Le Mans, em 1956, sendo também o único modelo que permaneceu fiel às suas linhas originais. Foi leiloado por 19,4 milhões de euros.Exemplar único, o Aston Martin DP215 foi vendido por 19,1 milhões de euros. Nas 24 horas de Le Mans, em 1963, foi cronometrado na recta Mulsanne a 319,6 km/hora!Considerado o equivalente italiano ao Bugatti Atlantic, este Alfa Romeo 8C 2900B Lungo Spider, de 1939, chegou aos 17.645.000 euros.Verdadeira ode à beleza e à elegância antes da Segunda Guerra Mundial, este Alfa Romeo 8C 2900B Touring Berlinetta, de 1939, atingiu 16,8 milhões de euros.Este Ferrari 250 GT SWB California Spider foi encontrado, em 2016, num celeiro abandonado, juntamente com mais 60 clássicos. Em leilão, fez 16.490.000 euros.O Ferrari 375 Plus Spider Competizione, verdadeiro "puro sangue" para a competição automóvel, do qual se construíram apenas cinco unidades, facturou 16,4 milhões de euros.Fabricado com uma carroçaria em liga de alumínio, este Ferrari 250 GT SWB California Spider Competizione, do que se fizeram nove unidades, bateu os 16.175.000 euros.Este Ferrari 250 LM de 1964, do qual se fabricaram 32 unidades, atingiu os 15.685.000 euros.Este Ferrari 250 GT SWB California Spider de 1961, que participou num filme protagonizado por Sophia Loren, foi vendido por 15.295.000 euros. Só se fizeram 37 unidades.Este Ferrari 250 GT SWB California Spider, em tudo semelhante ao modelo anterior, só chegou aos 15 milhões de euros.Este Ferrari 250 GT SWB Berlinetta Speciale, de 1962, era o carro pessoal de Nuccio Bertone. Talvez por isso tenha atingido a bonita soma de 14,7 milhões de euros.

São daquelas histórias de encantar que qualquer apaixonado pelo mundo automóvel gostaria de ser o protagonista. Modelos exclusivos, que se destacam no universo das quatro rodas desde a sua criação, têm atingido valores quase pornográficos em leilões ultra-concorridos nesta década que está quase a terminar.

Significa isto que não são apenas os quadros dos grandes pintores da humanidade, que se podem considerar como um dos investimentos mais seguros de sempre, para se ter uma "reforma" dourada.

Ter na garagem um automóvel superlativo revela-se uma excelente opção para a valorização de rendimentos… e ter ainda o prazer de guiá-lo para embasbacar os passantes.

Na lista da vintena de bólides que atingiram os valores mais elevados ao bater do martelo do leiloeiro, estão representados 13 Ferrari entre 17 modelos italianos

O Ferrari 250 GTO, marcado com o número 23, detém o recorde de carro mais valioso, ao ser leiloado por pouco mais de 43,1 milhões de euros. O mais barato da listagem, vendido pela módica quantia de 14,7 milhões de euros, foi o Ferrari 250 GT SWB Berlinetta Speciale.

Na fotogaleria, pode ver os 20 carros mais valiosos do Planeta e, na legenda de cada imagem, o respectivo valor por que foram vendidos. Não chore nem se roa de inveja…

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.