Pesquisa
Notícias
Ferrari Portofino é o herdeiro do California T
16:24 - 23-08-2017
  36
Ferrari PortofinoFerrari PortofinoFerrari Portofino é o herdeiro do California TFerrari Portofino é o herdeiro do California TFerrari Portofino é o herdeiro do California TFerrari Portofino é o herdeiro do California TFerrari Portofino é o herdeiro do California TFerrari Portofino é o herdeiro do California T
Ferrari PortofinoFerrari PortofinoFerrari Portofino é o herdeiro do California TFerrari Portofino é o herdeiro do California TFerrari Portofino é o herdeiro do California TFerrari Portofino é o herdeiro do California TFerrari Portofino é o herdeiro do California TFerrari Portofino é o herdeiro do California T

O herdeiro do Ferrari California T chama-se Portofino, assumindo o nome de um dos destinos dos famosos. Ganha em dinamismo, tem um novo chassis com várias novidades, como a direcção com servo-assistência eléctrica, e o motor V8 passa a debitar 600 cv de potência.

A marca de Maranello trocou o sol da Califórnia pelo de Portofino com um coupé/cabrio, seja para desfrutar com uma capota rígida ou para conduzir a céu aberto. O denominador comum entre o "velho" California T e o novo Portofino é o motor V8. O bloco turbo de 3,85 litros garante mais 40 cv de potência e um binário de 760 Nm às 3.000 rpm.

O segredo passa pela admissão redesenhada, novos pistões e bielas e um novo sistema de escape alterado a partir dos colectores, que também tem vantagens ao nível da circulação de ar sob a plataforma, melhorando a aerodinâmica.

As alterações técnicas passam ainda pelo "Variable Boost Management" para gerir o binário do motor de acordo com a velocidade engrenada, pela direcção mais directa (7%) com assistência eléctrica e pela suspensão SLM-E com variação magnética e o diferencial electrónico de terceira geração (Diff 3) associado ao F1 Trac, derivado do que é utilizado na F1.

No campo das performances, a Ferrari reivindica uma velocidade máxima de 320 km (+4 km/h) e a capacidade de passar de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos (-0,1s).

O novo chassis é mais leve e a carroçaria assume um design evoluído, que tem muito a ver com as linhas do 812 Superfast. A zona dianteira é mais agressiva do que a do California T, sublinhando a imagem agressiva. Os grupos ópticos apresentam um novo desenho e as tomadas de ar são mais imponentes. A grelha é diferente e o capot dianteiro foi alterado.

O novo Portofino tem uma imagem mais desportiva, sublinhada pela silhueta que, com a capota fechada, tem um estilo de coupé com o novo desenho dos painéis laterais a potenciarem a eficácia aerodinâmica. Em termos de dimensões não há grandes diferenças face ao California T, mas o Portofino é 16 mm mais comprido, 28 mm mais largo e 4 mm mais baixo.

No habitáculo, com apenas dois verdadeiros lugares, há uma evolução importante no campo do info-entretenimento, onde o ecrã de 10,2 polegadas funciona como interface para as mais diversas funcionalidades. A regulação dos bancos foi evoluída, a climatização melhorada e o desenho de um novo deflector aerodinâmico permite reduzir em 30% a turbulência numa utilização descapotável.

Ficha técnica 

Motor: V8 turbo

Cilindrada: 3.855 cc

Potência máxima: 600 cv/7.500 rpm 
Binário máximo: 760 Nm/3.000-5.250 rpm 
Velocidade máxima: 320 km/h 
0 a 100 km/h: 3,5s 
Consumo: 10,5 l/100 km 
Emissões de CO2: 245 g/km 

 

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.