Pesquisa
Actualidade

Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…

17:59 - 01-06-2020
 
Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…
Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…Alpine A110 100% eléctrico? Parece que sim…

Aproveite enquanto ainda deita fumo pelo escape, porque é mais do que certo que o Alpine A110 irá transformar-se num desportivo 100% eléctrico.

Não será para já, é verdade, mas tudo aponta nesse sentido para a grave crise financeira que o grupo Renault está a enfrentar, com a pandemia do Covid-19 a dar a machadada final.

A notícia é avançada pelo portal britânico "Autocar", que se socorre de fontes internas do grupo francês.

A ideia está a ser fortemente considerada mas a decisão final apenas será tomada com a entrada em funções de Luca de Meo, que assumirá a presidência do grupo em substituição de Jean-Dominique Senard.

O plano de reestruturação da Renault, efectivada com a recente parceria Alliance, que envolve a Nissan e a Mitsubishi, aponta o foco para o desenvolvimento de veículos electrificados.

Todavia, para transformar a Alpine numa marca pura de desportivos 100% eléctricos, seria necessário transferir a produção da fábrica de Dieppe ou investir uma soma considerável na sua reconversão.

Todavia, a produção do Alpine A110 não estará em causa enquanto o modelo não chegar ao fim de vida.

Recorde-se que a reestruturação do grupo Renault, que implica um corte de 2 mil milhões de euros nos custos fixos nos próximos três anos, deverá implicar o encerramento de fábricas e o despedimento de 15 mil trabalhadores.

Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Utils/
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.