Pesquisa
Actualidade
Walter Röhrl: lenda dos ralis já testou o Porsche Taycan
14:43 - 15-01-2019
  4
Walter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche Taycan
Walter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche TaycanWalter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche Taycan
Walter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche Taycan

Walter Röhrl, lenda dos ralis e há muito responsável pelos últimos retoques dinâmicos nos modelos mais desportivos da Porsche, sentou-se ao volante do Taycan, o primeiro automóvel totalmente eléctrico da marca de Estugarda.

O antigo piloto que venceu o Rally de Portugal em 1980 (ao volante de um Fiat 131 Abarth – já referiu que não morre de amores por automóveis eléctricos, mas lá se sentou ao volante de um dos protótipos de desenvolvimento do Taycan para o testar nas estradas de campo ao redor das instalações da marca, em Weissach.

Röhrl, de 77 anos, confessou que o comportamento dinâmico a alta velocidade é próprio de um verdadeiro Porsche, algo que só foi conseguido graças a uma direcção muito precisa, um sistema de travões muito eficaz e a um centro de gravidade bastante baixo, fruto da posição das baterias.

A aceleração do Taycan também não passou despercebida, com Walter Röhrl a admitir que ficou surpreendido com a potência deste eléctrico. "É uma loucura, em todos os meus anos na competição, nunca experimentei um rendimento assim", referiu.

O antigo piloto alemão mostrou-se igualmente impressionado com a "resposta imediata" que o Taycan oferece, mas apesar dos elogios não muda a sua opinião face aos eléctricos e confessa que sente falta do… barulho do motor!

"Nunca pensei que a falta de som do sistema pudesse significar uma perde de desempenho, é uma nova experiência a bordo e gostei da tranquilidade oferecida pelo Taycan", atirou.

Recorde-se que quando o Porsche Taycan chegar ao mercado, lá mais para o final deste ano, contará com dois propulsores eléctricos completamente sincronizados que vão produzir uma potência total combinada de 608 cv e que vão permitir acelerações dos 0 aos 100 km/h em apenas 3,5 segundos.

A Porsche reivindica uma autonomia a rondar os 500 quilómetros (de acordo com o ciclo NEDC) e promete ganhos de 400 quilómetros de autonomia em apenas 15 minutos, tudo graças à nova tecnologia de 800 volts.

Por confirmar está ainda o valor de comercialização deste Taycan, mas importa não esquecer que Oliver Blume, CEO da Porsche, já garantiu que o preço deste eléctrico será semelhante ao do Panamera, modelo que no nosso país começa nos 110 mil euros.

Walter Röhrl: lenda dos ralis não gosta de eléctricos mas testou o Porsche Taycan
Faltam 300 caracteres
Comentário enviado com sucesso
Subscrever Newsletter
pub
×
Enviar artigo por email

Restam 350 caracteres

×
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login. Caso não esteja registado no site de Aquela Máquina, efectue o seu registo gratuito.